Polícia

Na madrugado deste sábado, 04/12, a policia Militar prendeu um indivíduo, de nome Raul, fugitivo da Cadeia de Piripiri.


A Polícia Militar de Piripiri tem se esforçado bastante para combater a criminalidade em Piripiri. Ontem à noite o comando da policia realizou mais uma operação para combater a onda de crimes em nossa cidade. Só essa semana cinco acusados de praticar assaltos já foram presos, mas infelizmente logo são soltos.

“Não adianta a polícia prender bandidos e apreender menores, duas ou três vezes por semana, e amanhã estarem soltos. A polícia prende e a justiça solta. Estamos enxugando gelo. Se temos que enxugar gelo, assim vamos fazer. A polícia vai continuar prendendo, vamos seguir a risca essa determinação de tirar de circulação os que estão indo de encontro com a ordem pública. Nós temos prendido vários criminosos e apreendido menores infratores em Piripiri, mas infelizmente os mesmos são soltos dias depois. Alguma coisa está errada. Alguém não está fazendo o seu papel. Precisamos da ajuda de todas as outras instituições”, disse o comandante Erisvaldo Viana.

O comandante afirmou ainda que a PM tem feito cerca de 15 prisões por mês, sendo que, entre os meses de agosto e novembro, cerca de 20 armas de fogo foram apreendidas na cidade.

NA CAPITAL TERESINA:

A Polícia Militar do Piauí deflagrou a operação Natal e Ano Novo com o objetivo de coibir crimes no centro. Mais de 100 PMs reforçam a segurança na área central a partir desta sexta-feira (02). A ação policial se estende até o dia 31 de dezembro.

Homem é preso suspeito de estuprar duas mulheres no açude Anajás.

O acusado jé se encontra no presídio de Esperantina.

Polícia Redação Piripiri 01 de dezembro de 2016 11:17h

Wenesjones Alankardênio Araújo foi preso na cidade de Piripiri, suspeito de estuprar duas mulheres que saíam de uma festa na noite do último sábado (26). O delegado Hugo Alcântara ouviu as vítimas e o suspeito e disse que o rapaz demonstrou frieza. Ele está preso na penitenciária de Esperantina. 

Segundo relato das vítimas ao delegado, o homem as abordou quando elas deixavam uma festa. As duas seguiam em uma motocicleta por uma rua escura quando Wenesjones teria saído da mata, por trás de um outdoor, e abordado as vítimas com uma arma de fogo de fabricação caseira. 

"Inicialmente as moças achavam que era um assalto e ofereceram a moto e os celulares, mas ele disse que queria só uma carona. Ele subiu na moto e foi o tempo todo coagindo e ameaçando elas. Elas contaram que eles deram muitas voltas, até chegar em um açude, onde o estupro ocorreu", contou. 

O local foi o Açude Anajás. Segundo as jovens, Wenesjones ordenou que as duas tirassem as roupas e praticassem sexo oral nele. Além disso, tocou o corpo das vítimas. 

"Elas ficaram lá por um tempo considerável, segundo o relato, por cerca de 30 minutos. Todo o tempo ele estava obrigando as duas a praticarem sexo oral nele. E quando reli o depoimento delas a ele, a reação dele foi muito estranha, como de quem estava relembrando o que havia acontecido, demonstrando frieza", disse. 

Após os abusos, o homem fez com que as duas o conduzissem até sua residência. Lá, novamente foram vítimas de violência sexual. Ao fim do estupro, o suspeito pegou os celulares das jovens e fugiu. 

As vítimas registraram boletim de ocorrência e o homem foi preso após diversas investidas da polícia, porque ele tentou fugir do flagrante. Wenesjones foi preso em casa e a arma do crime foi apreendida. 

Ele negou os abusos inicialmente, relatando que teria apenas pedido uma carona. Ao fim, contudo, confessou ter pedido para que as moças tirassem as roupas. As vítimas informaram que o homem parecia estar sob efeito de drogas e ele confirmou ter feito uso de maconha. 

Wenesjones tem passagem pela polícia apenas por uso de entorpecentes. Ele foi autuado em flagrante por roubo e estupro e está preso na penitenciária de Esperantina. O delegado Jorge Terceiro, titular de Piripiri, está responsável pelo inquérito. 


PM age rápido e prende dois homens acusados de arrombar loja em Piripiri

PM prende dois homens com maconha e crack no bairro Floresta, em Piripiri

Polícia Paiva Filho 01 de dezembro de 2016 08:56h

Numa ação rápida da Polícia Militar, sob o comandado do Tenente-Coronel Erisvaldo Viana, foi possível localizar e prender, na tarde desta quarta-feira, 30/11, uma dupla acusada de arrombar e furtar um comércio no centro de Piripiri. O furto aconteceu na loja Edvan Móveis, na última segunda-feira, 28/11, no centro de Piripiri.

Segundo informações da polícia, os infratores foram presos por volta do meio dia. Com eles a polícia encontrou alguns objetos furtados na loja.

Durante o furto, os acusados arrombaram a loja e levaram notebook, TV 39", perfumes importados, relógios, Tablets, makita, além de outros produtos.

A dupla foi encaminhada à Delegacia Civil, onde ficarão à disposição da justiça.

Uma guarnição da Polícia Militar, através do moto patrulhamento, prendeu na noite desta terça-feira, 29/11, no bairro Floresta, dois homens com maconha e crack.

Segundo informações da PM, a prisão dos homens foi realizada após uma abordagem de rotina dos policiais, próximo ao campo de futebol “Couto Pereira”. Dezenas de pedras de crack e pequenos tabletes de maconha foram apreendidos.

Os acusados foram conduzidos para a 4ª Delegacia Regional onde ficaram à disposição da justiça. Com informações do reporeter10


Posto de combustível na praça da Bandeira é assaltado no centro de Piripiri

Policia agiu rápido e já prendeu os dois acusados

Polícia 29 de novembro de 2016 08:03h


Os bandidos não dão trégua em Piripiri, no inicio da noite de ontem dia 28/11 dois elementos armados assaltaram o posto de combustível da praça da Bandeira no centro de Piripiri, além de uma loja que comercializa celulares também no centro da cidade.

Policia agiu rápido e já prendou os dois acusados.

A equipe da Força Tática Comandada pelo Cabo Jackson prendeu a dupla que vinha  fazendo assaltos em Piripiri. De acordo com a PM, os acusados são Teroso e Antonio Carlos, velhos conhecidos da Polícia. Eles são acusados de terem assaltado ontem à note o posto da Praça da bandeira.

NOTA:

A Polícia Militar todos  os dias prende assaltantes, infelizmente eles não ficam presos por muito tempo. A população não entende, mas as únicas instituições  que trabalham são as que levam em seu ombros a culpa de um sistema falido e ineficaz.

Esse outro é o William, preso ontem acusado de roubo de moto.


Jovem mata o tio com uma facada no pescoço

Polícia Redação Piripiri 24 de novembro de 2016 11:37h

Um homem, identificado por Silvestre Pinheiro de Araújo, foi assassinado pelo sobrinho, Iraldo Pinheiro de Araújo, de 19 anos, na madrugada desta quinta-feira (24), por volta das duas horas, na Avenida Francisco Pereira, em Jatobá do Piauí, Centro-Norte do Piauí.

O acusado matou o tio, após presenciar ele discutindo com seu pai, Geraldo Jaboti. “Foi uma confusão entre os dois irmãos e um sobrinho. Eles estavam bebendo em um barzinho, daí que quando saíram de lá e estavam indo para casa, no meio do caminho, tiveram um atrito entre eles dois [tio e pai do acusado], ‘aí’ um desses homens tentou agredir o outro com o facão, então o filho não gostou de ver o pai sendo agredido por ele e reagiu”, afirmou o soldado Dias.

Silvestre Pinheiro foi atingido com uma facada no pescoço e morreu no local do crime. O pai e o filho foram conduzidos para a Delegacia da Polícia Civil (DPC) de Campo Maior, e a vítima foi levada para uma unidade hospitalar da mesma cidade. A ocorrência foi atendida pelos soldados Dias e Bona, da Polícia Militar em Jatobá do Piauí.

Com informações do G1.com

Ex-prefeito de Luzilândia é preso suspeito de usar notas falsas

Ele já tinha sido condenado a cinco anos de prisão por crime de responsabilidade

Polícia Redação Piripiri 23 de novembro de 2016 13:00h

A Polícia Civil prendeu por volta das sete horas desta terça-feira (22), o ex-prefeito de Luzilândia, Vicente Sabóia de Meneses Neto, conhecido como 'Dr. Vicente Sabóia', condenado em 2010 a 05 anos de prisão pela Justiça Federal por crime de responsabilidade previsto no art.1°, Inciso II, do Decreto Lei 201/667.

O mandado de prisão foi expedido pelo juiz Adonias Ribeiro de Carvalho Neto, da 3ª Vara Federal da Seção Judiciária do Piauí, atendendo requerimento do Ministério Público Federal já em consonância com a decisão do Supremo Tribunal Federal que permite a possibilidade de prisão após uma condenação por colegiado de segunda instância. O mandado foi cumprido na cidade de Luzilândia e Vicente Sabóia esta sendo conduzido para Teresina para iniciar o cumprimento da pena. 

O titular da Delegacia da Polícia Civil (DPC) de Luzilândia, delegado Maikon Kaestner, informou que Vicente Sabóia está sendo encaminhado para a Colônia Agrícola Penal Major César Oliveira.

Sobre o momento da prisão, o delegado Maikon Kaestner comentou que não houve resistência por parte do ex-prefeito. “Ele é médico, senhor de idade [58 anos] e não resistiu à prisão. No momento, ele estava saindo de casa, para levar o filho à escola. Foi uma precatória da Justiça Federal e a gente deu cumprimento”, disse.

Entenda o caso 

Vicente Sabóia de Meneses Neto foi denunciado à Justiça Federal pelo MPF acusado de malversação de recursos públicos, especialmente verbas do antigo Fundef, mediante a utilização de notas fiscais falsas. As irregularidades resultaram na desaprovação das contas do ex-gestor pelo Tribunal de Contas dos Estado nos anos de 1998, 1999 e 2000. O ex-prefeito foi condenado em 10 de setembro de 2010 a 5 anos de reclusão.

Em 14 de janeiro de 2013 o Tribunal Regional Federal da 1ª região negou provimento a apelação do ex-prefeito, confirmando a condenação.

Em 07 de junho de 2016 o juiz Agliberto Gomes Machado, da 3ª Vara Federal da Seção Judiciária do Piauí atendeu requerimento do MPF e determinou a expedição do mandado de prisão em desfavor de Vicente Sabóia. 

Bandidos fortemente armados interceptam e explodem carro forte.

Com essa, completam 15 ações criminosas no estado em menos de 2 meses.

Polícia Redação Piripiri 23 de novembro de 2016 12:14h

Na manhã de hoje, dia 23/11, por volta das 10h, bandidos fortemente armados interceptaram e explodiram um carro forte na BR-343, entre os municípios de Altos e Campo Maior.

De acordo com subcomandante geral da Polícia Militar do Piauí, Lindomar Castilho, cerca de seis a oito indivíduos participaram da ação criminosa e fugiram em dois veículos em direção a cidade de Cabeceiras do Piauí, a 93 km de Teresina.

Fabrício Loiola, inspetor da Polícia Rodoviária Federal (PRF), conta que o bando se aproximou do carro forte já atirando, o que forçou a descida dos três ocupantes. 

"Os criminosos explodiram o carro forte usando dinamite. Em seguida incendiaram um veículo modelo Duster, cor marrom, placa PIH 9896/ Teresina-PI). Então, teriam fugido em uma Hilux prata", disse Loiola. 

O inspetor acrescenta que os ocupantes do carro forte estão bem. Policiais militares de toda a região foram acionados e estão em diligência.


Assaltante de Piripiri é flagrado no telhado de farmácia em Capitão de Campos

O jovem tem apenas 16 anos e já tem várias passagens pela polícia.

Polícia Redação Piripiri 22 de novembro de 2016 10:10h

"Nas primeiras horas do último dia 19, por volta 00h45 minutos a Polícia Civil foi informada que a farmácia São Francisco no Bairro Estação em Capitão de Campos estava sendo furtada.

Ao chegar ao local me deparei com o adolescente ainda em cima do telhado. Fiz a apreensão do mesmo levando-o, para a cidade de Piripiri para que seja lavrado o Procedimento Policial”, narrou o Agente Filho.

Da farmácia ele não conseguiu levar nenhum pertence porque a polícia chegou a tempo de fazer o flagrante. A delegada de Piripiri irá pedir a remoção dele para a unidade do Centro Educacional Masculino (CEM) em Teresina (PI).

O elemento de iniciais N. D. que tem 16 anos de idade já tem várias passagens pela polícia e é considerado de alta periculosidade. Ele mora em Piripiri, mas sua mãe reside em Capitão de Campos onde vez por outra ele resolve atacar. N.D. já foi preso por porte ilegal de armas e tem envolvimento em roubo de moto.


Candidata que humilhava 'recalcadas' é presa em operação contra fraude

Ela é uma das candidatas que fraudou o concurso dos Bombeiros do Piauí.

Polícia Redação Piripiri 21 de novembro de 2016 10:41h

Uma das presas na operação ‘Vigiles’, deflagrada para apurar fraudes no concurso para o Corpo de Bombeiros do Piauí, se exaltava no Facebook após aprovação no certame.

Mas após investigação, suspeita-se que ela se aproveitou do esquema para obter aprovação, mesmo ‘humilhando’ as ‘recalcadas’, que não acreditaram na façanha de passar no concurso.

Valéria Vanessa Cabral foi presa na última quinta-feira (16/11) e é uma das principais suspeitas de ter se beneficiado do esquema onde fiscais fotografavam as provas e enviavam para os inscritos.

Nas redes sociais Vanessa comemorou a aprovação suspeita. “Fui aprovada no concurso do Corpo de Bombeiros, #6ª colocada. Pra aquelas pessoas desocupadas que se importam com minha vida, tá ai o meu #sucesso", postou a jovem em meio a ostentação de fotos em festas.

Ela foi uma das 27 presas no primeiro dia da operação onde nove pessoas continuaram foragidas.

Pode ser anulado:
O secretário de Segurança Pública, Fábio Abreu Costa, afirmou que a tendência é que o concurso para soldados do Corpo de Bombeiros seja anulado, após a deflagração da Operação Vigiles, que resultou na prisão de 30 pessoas e teria envolvimento de mais de 70% dos alunos que participam do curso de formação.

"Vamos conversar com o setor jurídico, nos reuniremos com o governador para termos uma ideia sobre a suspensão total do concurso. Vamos retirar aqueles que, de forma ilícita, conseguiram estar na lista de aprovados e classificados. Cabe ressaltar que alguns dos classificados que, em tese, também seriam chamados, tiveram participação na fraude. A ideia é que provavelmente se anule esse concurso em relação aos soldados", explica Abreu.

A investigação do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco) investiga fraude no concurso do Corpo de Bombeiros de 2014. Além das vagas para soldados (90 masculino e 10 feminino) foram ofertados cargos para oficiais (nove masculino e um feminino). 

"No concurso houve provas para soldados e para oficiais. Estes últimos estão matriculados, fazendo os respectivos cursos fora do Estado, a maioria em Goiás. No concurso para oficiais não conseguimos identificar nenhuma fraude, no entanto, fazem parte do mesmo certame. O nosso objetivo é não prejudicar que não teve envolvimento na fraude e procurar responsabilizar aqueles que têm envolvimento", explica o secretário de Segurança.Cidadeverde.com


Força Tática e POG estouram boca de fumo no bairro Criuli

Polícia Paiva Filho 19 de novembro de 2016 09:24h

Ontem equipes da Polícia Militar formadas por Força Tática e POG, sobre comando e orientação do experiente Cabo PM Domingos fecharam dois pontos de venda de entorpecentes (drogas). Após denúncia anônima as equipes se deslocaram para bairro Floresta onde o encontraram varias pedras de crack e uma cédula R$100,00 supostamente falsa com ol Gilmar e em outro endereço no Bairro Criuli na residência do Adroaldo, onde o mesmo ao perceber a presença do policiais empreender fuga pelo matagal deixando sua esposa com o flagrante de bastante maconha, crack e vários aparelhos celulares suspeito de serem produto de roubos.


Menina é estuprada pelo padrasto no Piauí e grava abuso com o celular

A vítima tem apenas 9 anos.

Polícia Redação Piripiri 18 de novembro de 2016 13:00h

Mais um caso de estupro de criança foi registrado no Piauí. Desta vez foi contra uma criança de apenas 9 anos na cidade de São João da Serra, localizada a 129 km de Teresina. De acordo com a Polícia Civil, o padrasto da criança, de 29 anos, é o principal suspeito de cometer os abusos. Ele foi preso na noite de quinta-feira (17). Mesmo em situação vulnerável, a menina chegou a gravar vídeos com o celular mostrando momentos dos abusos.

“Fomos acionados pelo Conselho Tutelar da cidade e os abusos foram descobertos pela mãe da criança que estranhou o seu comportamento. A menina estava agressiva, arisca e apresentando problemas na escola. Com isso, a mãe chamou para conversar e conseguiu com que a menina contasse tudo que estava acontecendo. Depois disso, ela orientou a menina a gravar o abuso com o celular e em seguida acionou os conselheiros”, explicou o delegado Renato Pinheiro, da Delegacia Regional de Castelo do Piauí.

Ainda segundo informações da polícia, a mãe tinha um relacionamento com o homem de 29 anos, há cerca de 4 meses. A conjunção carnal não teria sido efetuada, como disse o delegado. “A menina conta que os abusos começaram no domingo. A nossa suspeita é que não teve conjunção carnal, mas só os atos, os toques já se configuram abuso e de vulnerável por se tratar de uma criança”, disse o delegado Renato Pinheiro.

Uma equipe da Polícia Civil foi até o local e conseguiu deter o suspeito. Ele foi encaminhado para a delegacia de Castelo do Piauí. “Com as informações e provas feitas pela própria menina começamos os procedimentos de colher os depoimentos. Ele nega o caso mesmo a polícia confrontando com as provas", afirmou o delegado.

A criança foi encaminhada para Teresina para atendimento e acompanhamento no Serviço de Apoio à Mulher Vítima de Violência Sexual (Samvis) e para realização dos laudos necessários.

O homem está detido e a prisão em flagrante deve ser convertida em prisão preventiva, com isso, a polícia tem dez dias para concluir o inquérito.

Último caso
Na última quarta-feira (16), a polícia efetuou a prisão em flagrante de um homem de 42 anos suspeitos de estuprar a própria filha de apenas 10 anos na cidade de Castelo do Piauí, situada a 190 km de Teresina. A criança confirmou o abuso, que acontecia sempre após a saída da mãe de casa.

Vistoria flagra plano de fuga e barras de ferro em presídio de Esperantina.

O desenho mostra pontos que seriam usados numa possível fuga.

Polícia Redação Piripiri 18 de novembro de 2016 12:53h

Agentes Penitenciários encontraram nessa quinta-feira (17) um mapa com um plano de fuga e armas artesanais dentro da Penitenciária Luiz Gonzaga Rabelo, em Esperantina, 174 km ao Norte de Teresina. O material foi encontrado dentro de um das celas e de acordo com o vice-presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários do Piauí (Sinpoljuspi), o desenho mostra pontos que seriam usados numa possível fuga.

“Acreditamos que o mapa tenha sido feito por presos, mas com informações de visitantes, pois contém referências da parte externa e internas também. Acreditamos que os detentos estavam planejando uma fuga para os próximos dias”, relatou.

Ainda de acordo com Kleiton Holanda, foram encontrados também 73 barras de ferro, dois pedaços de serra, seis baterias, 30 pilhas, dois chips de celular, dois celulares, 100 gramas de maconha e 140 comprimidos de Rupinol.

“As barras de ferro são retiradas da estrutura do presídio e os detentos as transforam em espetos, uma espécie de arma caseira. O restante do material encontrado com os presos é levado por visitantes”, explicou.

Os agentes suspeitam que uma fuga estivesse prestes a acontecer. “É um presídio com estrutura precária e a qualquer momento poderia acontecer uma fuga, já que os presos estavam com esse mapa com as principais rotas de fuga”, afirmou Holanda.

A Secretaria de Justiça do Piauí informou que os objetos ilícitos foram apreendidos na Penitenciária de Esperantina graças a vistoria realizada na unidade nesta quinta (17). A Sejus ressaltou ainda que vai continuar intensificando medidas preventivas e repressivas a esse tipo de conduta nos presídios do Estado.


36 pessoas são presas suspeitas de fraudar concurso em Teresina.

O certame para os Bombeiros foi realizado no ano de 2014.

Polícia Redação Piripiri 17 de novembro de 2016 16:11h


Assista ao vídeo sobre a operação da TV Cidade Verde

Chegou a 36 o número de pessoas presas suspeitas de participação na fraude do concurso público do Corpo de Bombeiros do Piauí. A grande maioria já participava do Curso de Formação. O certame foi realizado no ano de 2014. No total, cerca de 71 pessoas estão sendo investigadas.

OPERAÇÃO VIGILES - CONTRA FRAUDE EM CONCURSO
Foi deflagrada na manhã desta quinta-feira (17/11) a Operação Vigiles, que apura fraude ao Concurso Público de Soldado do Corpo de Bombeiros Militar do Piauí, ocorrido no ano de 2014. A ação está sendo coordenada pelo Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco). Um advogado e mais 19 pessoas já foram detidas, suspeitas de participação na fraude.

Foram cumpridos 36 Mandados de Prisões, 35 Mandados de Conduções Coercitivas e 71 Mandados de Buscas e Apreensões expedidos pelo juiz Luiz de Moura Correia, titular da Central de Inquéritos Policiais de Teresina.

Cerca de 150 policiais civis entre Delegados, Agentes e Escrivães estão envolvidos na operação que contou com o apoio do próprio Corpo de Bombeiros Militar e da NUCEPE, organizadora do concurso, além do Núcleo de Inteligência da SSP-PI.

"A polícia faz essa operação para desarticular um grupo criminoso que vem agindo no Estado do Piauí há vários anos e em vários concursos, nós temos outras investigações em andamento e a intenção é retirar de circulação pessoas que estão dentro do serviço público ou que estão fazendo concurso de modo fraudulento", disse o Delegado Geral, Riedel Batista.

O delegado Carlos César disse que a fraude cometida no concurso dos Bombeiros foi praticamente similar à que aconteceu no concurso do TJ e também no Enem deste ano. "A fraude cometida, acreditamos ter sido similar à do concurso do TJ, a organização criminosa coopta os candidatos interessados em fraudar mediante pagamento em dinheiro e a organização coloca indivíduos que tem um certo conhecimento e capacidade intelectual elevada para fazer essas provas, são os chamados 'pilotos', então eles fazem a prova, conseguem um gabarito relativamente bom e aí esses gabaritos são repassados aos candidatos que estão em sala de aula", disse.

Sobre se as pessoas suspeitas, umas já fazendo o curso de formação do Corpo de Bombeiros e as demais, se elas terão a classificação anulada e se haverá um novo concurso, o delegado Carlos César disse que pelo número elevado de pessoas que podem ser indiciadas e de acordo com o entendimento do NUCEPE, do próprio Corpo de Bombeiros e do governo do Estado do Piauí, pode haver a possibilidade de um novo concurso.

"A quantidade de pessoas investigadas já é uma grande parcela dos aprovados neste concurso e classificados, num total de 71 pessoas, um número muito grande e a decisão sobre anulação ou não vai caber à administração do Corpo de Bombeiros ou o próprio governo do Estado do Piauí", disse o delegado.


Veja também

Veja os nomes dos 36 envolvidos na fraude do Concurso dos Bombeiros do Piauí

Presos por fraudar concurso dos Bombeiros também fraudaram concurso do TJ

Fiscais repassavam provas para membros da quadrilha que fraudou concurso

Curso de formação de bombeiros no PI é suspenso após fraudes no concurso



Com informações da Secretaria de Segurança do PI


Cunhado confessa que matou sobrinha-neta de Sarney

O acusado disse que motivação foi 'paixão incontida' pela vítima.

Polícia Redação Piripiri 16 de novembro de 2016 11:54h

O empresário Lucas Porto, de 37 anos, confessou que matou a sobrinha-neta de Sarney, a publicitária Mariana Costa, 33 anos. Porto era cunhado da vítima. A motivação seria uma atração que ele tinha por Mariana. A informação foi divulgada pelo secretário de Segurança Pública do Maranhão, Jefferson Portela, em entrevista coletiva, na manhã desta quarta-feira, em São Luís (MA).

“Ele disse que tinha uma atração muito forte pela Mariana. Disse que foi ao quarto e a encontrou sem roupa. Lá, resolveu consumar seu desejo sexual. Daí se chegou a um resultado morte”, disse o secretário.

O depoimento que terminou com o crime sendo confessado foi prestado na Superintendência de Homicídio e Proteção a Pessoa (SHPP). Durante o depoimento, Lucas Porto foi acompanhado por três advogados. Vizinhos e familiares também estão sendo ouvidos pela polícia, pois a investigação continua.

“Houve violência de natureza sexual. Esta foi à manifestação dele. Negou no primeiro momento a autoria do crime, mas declinou agora. Contudo não muda nada na ação da polícia. Tudo que estava previsto para ser feito vai ser feito. Ele disse que tinha paixão incontida pela cunhada. Mas seguimos com as investigações”, declarou o secretário.

O objetivo da polícia com a sequência dos trabalhos é confirmar se o depoimento de Lucas Porto tem procedência.

"Este caso é difícil, pois envolve a subjetividade dele e o respeito em memória da vítima e a dor da família. Não estamos entrando em detalhes do depoimento dele, que foi madrugada à dentro”, concluiu o secretário.

O empresário teve a prisão preventiva decretada pela Justiça, na segunda-feira (14). Ele está preso juntamente com outros presos numa cela no Centro de Triagem, em Pedrinhas, ainda não confessou o crime.

Entenda o caso
Mariana Menezes de Araújo Costa Pinto foi encontrada morta na noite desse domingo (14), em seu apartamento, no nono andar de um condomínio, na Avenida São Luís Rei de França, no Turu, em São Luís. Ela é filha do ex-deputado estadual Sarney Neto e sobrinha-neta do ex-presidente da República e senador José Sarney. Mariana era casada e tinha duas filhas, ainda crianças.

Após ter sido encontrada no quarto, Mariana chegou a ser socorrida e levada para um hospital particular, na noite desse domingo, mas não resistiu e teve morte confirmada na casa de saúde. O corpo deu entrada no IML por volta da meia-noite de segunda e foi liberado por volta das 4h.

Com informações do G1.com 

Suspeitos de estuprar tia e sobrinha em Esperantina podem ser soltos.

A polícia precisa de provas materiais, mas o Piauí não realiza exames de DNA.

Polícia Redação Piripiri 11 de novembro de 2016 10:14h

Os suspeitos de terem estuprado tia e sobrinha durante um assalto em Esperantina no último dia 30 podem ser soltos, mesmo tendo sido reconhecidos pelas vítimas. Isso porque é preciso alguma prova material que comprove a autoria deles no crime, prova essa que só pode ser obtida por meio de um exame de DNA comparando as amostras colhidas da dupla e das vítimas. O problema está no fato de o Instituto de Criminalística do Piauí não fazer este tipo de exame e não possuir condições de enviar os peritos daqui para Recife, onde o procedimento é feito. A informação é do gerente de policiamento especializado da Polícia Civil, delegado Jetan Pinheiro.

De acordo com ele, só o relato das vítimas não é suficiente para manter a prisão preventiva dos suspeitos, que foi pedida hoje pelo delegado Leonardo Alexandre Martins, de Esperantina. “Eles estão presos preventivamente por 30 dias, mas esse prazo pode ser prorrogado por mais 30 dias. Se nesses 60 dias a prova material não for anexada nos autos, eles não podem continuar presos. Não por este crime”, explica o delegado Jetan.

Ao falar “este crime”, o delegado refere-se ao estupro, porque, na verdade, a razão pela qual a dupla foi presa é outra. Eles haviam sido conduzidos para a delegacia no domingo (06) por se envolverem em uma confusão numa festa em Esperantina. A acusação pelo estupro de tia e sobrinha só veio à tona hoje, depois que os agentes perceberam a semelhança de um dos presos com o retrato falado produzido a partir das descrições apontadas pelas vítimas no dia seguinte ao crime.

O delegado Jetan explica: “O retrato falado fica na delegacia, exposto e a equipe percebeu como um dos presos da confusão da festa, que se chama Wendell Rafael, parecia com a imagem informada pela criança e pela tia dela. Imediatamente as duas foram chamadas a se apresentar novamente na delegacia, a pedido do delegado Alexandre, que as colocou para ver os presos. Elas apontaram o Wendell como o responsável pelo estupro. Ao que consta, ele levantou a viseira do capacete ao praticar o crime e elas, como já era de se esperar numa situação dessas, gravaram todas as expressões dele”, diz o delegado.

Wendell e o outro suspeito encontram-se recolhidos à Delegacia Regional de Esperantina enquanto aguardam o andamento do processo que, segundo o gerente de policiamento especializado, segue sem previsão para encerrar.

Entenda o caso

Na noite do último dia 30 de outubro, uma dupla de assaltantes invadiu uma residência na localidade Mundo Novo dos Amorins, zona Rural de Esperantina, e além de roubarem dinheiro e agredirem um idoso de 72 anos, ainda estupraram uma mulher de 40 anos e sua sobrinha de 12. O idoso teria sido obrigado a assistir o crime. Os suspeitos fugiram em uma motocicleta e somente no dia seguinte as vítimas, abaladas que estavam, conseguiram comparecer à para prestar queixa.

Na ocasião, além de colher o relato, o delegado Leonardo Alexandre pediu que fossem colhidas amostras genéticas das vítimas que comprovaram o estupro.

Casal usa criança de 1 ano e 4 meses para esconder drogas e é preso.

Foram encontradas 12 pedras de crack escondidas dentro da fralda.

Polícia Redação Piripiri 11 de novembro de 2016 08:32h

Nesta última quarta-feira (09), policiais da Força Tática, do 9° e 13° Batalhão da Polícia Militar, prenderam dois indivíduos identificados como Francinaldo de Sousa Matos da Silva e Suzyanne Alves Fernandes acusados por tráfico de drogas. A prisão ocorreu na Vila Padre Eduardo, no bairro São Joaquim, zona norte de Teresina.

De acordo com informações do major Gilson Leite, comandante do 9° Batalhão, os policiais fizeram a abordagem após perceberem atitudes suspeitas do casal, através das câmeras de segurança instaladas no Parque Lagoas do Norte. Foram encontradas 12 pedras de crack escondidas dentro da fralda do filho deles, de apenas 1 ano e 4 meses.

Francinaldo de Sousa e Suzyanne Alves possuí passagens pela polícia. Após a prisão, o casal foi encaminhado para Central de Flagrantes para a realização de todos os procedimentos cabíveis.


Com GP1.com

Piripiriense é espancada após ser confundida com mulher de traficante em SP

A vítima relatou ainda que teme perseguição da polícia do local.

Polícia Redação Piripiri 10 de novembro de 2016 09:24h

A piripiriense Jezabel Pessanha, 28 anos, viveu momentos de terror depois de ser sequestrada e espancada por bandidos, durante 14 horas, na cidade de São Paulo-SP, onde reside atualmente. Ela afirma que foi confundida com a esposa de um rival dos sequestradores. “Eu achava que minha família iria achar os meus pedaços por aí, ou nem saber mais de notícias”, disse.

Conforme relatos da vítima, no Facebook, o fato ocorreu no último dia 2 de novembro, por volta das 22h, após ela descer de um Uber na porta de sua residência. Jezabel revelou que um policial militar fazia parte do bando, composto por quatro indivíduos que andavam num carro modelo Corsa Wind, cor verde. 

"Me arrastaram para dentro da favela do Jardim Ibirapuera onde fiquei trancada, levando socos e chutes, me arrebentaram toda. Fui solta na quinta-feira, às 15 horas, após os polícias e o dono da biqueira (cativeiro) terem a certeza de que não era eu a menina que eles queriam sequestrar, pois ela era ruiva e ex-mulher de um traficante", descreveu.

A vítima relatou ainda que evitou registrar Boletim de Ocorrência (B.O) por temer perseguição por parte da polícia local. "Não posso nem fazer um B.O porque ameaçaram de matar toda minha família, e os policias da região coagem (SIC) com toda bandidagem. Infelizmente esse é o Brasil. Não sai da minha cabeça, saber que policiais fazem parte de toda essa corja nojenta", desabafou.


Homem mata ex-mulher e depois comete suicídio no Piauí.

Polícia Redação Piripiri 10 de novembro de 2016 08:52h

Por volta das 5:30hs da manhã desta quarta-feira (09), o GPM (Grupamento de Policiamento Militar) de Betânia do Piauí, recebeu a informação de que havia acontecido um homicídio na localidade Vila do Mel, na Serra do Inácio, município de Betânia do Piauí, onde um ex-marido teria assassinado sua ex-esposa e logo em seguida cometido suicídio.

Juntamente com agentes da policia civil, os policiais se deslocaram para o local onde estava a primeira vitima de nome MARIA AUZINETE RODRIGUES DOS SANTOS, 30 anos, e no local foi constatado que a mesma foi asfixiada com um cordão de bermuda.

O acusado de nome ALAECIO DE JESUS, 37 anos, que teria cometido o suicídio estava na Serra Nova também no município de Betânia do PI onde foi verificado que o mesmo havia se enforcado com uma corda envolta no pescoço.

Segundo informações de populares colhidas no local, a motivação do crime, seria porque o ex marido Sr. Alaecio, não aceitava o fim do relacionamento com sua ex-companheira Maria Auzinete e por esse motivo cometeu o crime e depois tirou a própria vida.

FN Notícias


Eleitor cobra promessa, e vereador o mata com oito tiros

A promessa seria levar água a uma comunidade

Polícia Redação Piripiri 08 de novembro de 2016 09:17h

O vereador da cidade de Campo Formoso, no norte da Bahia, José Alberto Carvalho Pereira, conhecido como "Zé Lambão" (PSD), foi preso em flagrante na tarde desta segunda-feira (7), na entrada da cidade de Senhor do Bonfim, suspeito de matar um homem após uma discussão em um bar de Campo Formoso. As informações foram confirmadas pelo delegado titular da 19ª Coordenadoria de Polícia Civil do Interior (Coorpin), Felipe Néri da Silva Neto.

Segundo a Polícia Civil, a discussão começou porque a vítima fez uma cobrança ao vereador sobre uma promessa de levar água encanada a uma comunidade. Depois da discussão, o suspeito foi em casa, buscou uma arma, retornou ao bar, discutiu novamente com o homem e efetuou oito disparos, conforme a polícia. A vítima não resistiu aos ferimentos e morreu no local, por volta das 14h30.

Depois do crime, o vereador fugiu, mas foi preso pela Polícia Militar na entrada da cidade de Senhor do Bonfim, a cerca de 26 km de Campo Formoso. O suspeito ficará detido no complexo policial de Senhor do Bonfim.

Segundo o sistema de divulgação de candidaturas do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Zé Lambão havia sido reeleito nas eleições de outubro deste ano. Ele tem 35 anos e é solteiro. O G1 tentou falar com a assessoria do vereador na Câmara Municipal de Campo Formoso, mas ninguém foi localizado.

G1.com