Polícia

Esposa mata o marido a facadas e filhos testemunham o crime em Teresina

A discussão teria começado por uma agressão contra uma das crianças.

Polícia Redação Piripiri 06 de dezembro de 2016 11:59h

O estivador João Batista Vales de Sousa, 31 anos, conhecido como Joãozinho, foi morto com uma facada no peito esquerdo na madruga desta terça-feira (06). Segundo o coordenador da Delegacia de Homicídios, o delegado Francisco Costa – o Baretta, a esposa da vítima, identificada como Neusa Maria Silva Costa, é a principal suspeita. 

Ela teria anunciado o homicídio e está foragida desde o momento do crime, que foi presenciado por quatro crianças, sendo que um era filho do casal, de apenas três anos.   O caso aconteceu na Rua 11 da Vila Angélica, na zona Sul de Teresina; onde o casal morava há somente três meses.

Segundo Roseli de Sousa, prima da vítima, as crianças que estavam na casa tem entre três e 14 anos de idade. A informação é de que a discussão teve início porque a vítima teria agredido uma das crianças e a mãe não aceitou. Eles iniciaram a discussão quando ela deferiu o primeiro golpe no peito do marido. De acordo com os familiares, ela chegou a feri-lo mais uma vez com uma facada nas costas. 

“Logo depois disso, ela pegou três das crianças e um menino que não é filho dele, de cinco anos, ficou na casa ao lado do corpo porque era muito apegado com ele. Tudo o que nós queremos agora é justiça. Ela acabou com a vida dele, dela e dos filhos. Ela tem que pagar pelo o que fez. Não sabemos onde ela está, mas queremos que ela seja presa”, lamenta a prima. 

O pai da vítima, João Batista de Sousa Filho, falou da tristeza da perda. “Eu estou muito triste. Tenho três filhos, e agora um deles se foi. Até onde eu sabia, eles nunca tinham se desentendido, sempre que encontrei com eles, eles estavam super bem. Eu acho que ela tem que paga. Não sei agora como vai ficar a situação do filho dele com ela, mas se a avó materna não ficar com ele irei assumir essa responsabilidade e vou criar essa criança”, declarou o pai.

Os vizinhos informaram que a mulher ainda pediu por ajuda para socorrer o marido, mas ele morreu no local antes da equipe médica chegar. 

De acordo com o delegado, por volta de 00h10 de hoje a mulher correu pela rua gritando “matei meu marido”.

“A ex-esposa da vítima relatou que Neusa saiu de casa aos gritos dizendo que tinha furado o marido. Ela entrou na residência e encontrou o homem morto. Os motivos ainda serão apurados”, disse Baretta.

A equipe da Delegacia de Homicídios encontrou próximo ao corpo, no quarto do casal, algumas cartas de baralho. A suspeita de que eles tenham tido uma discussão, após o jogo. A polícia apreendeu ainda a possível arma do crime: uma faca tipo peixeira de cabo branco. 

Neusa Maria era a terceira esposa de João. Eles têm um filho juntos. Além desse, João tem três crianças de relacionamento anteriores.

O delegado destacou que o objetivo é encontra-la para fazer a prisão em flagrante. Os vizinhos não relataram qualquer briga entre o casal. Neusa é ex-funcionária do Hospital de Urgência de Teresina. 

Com informações do Cidade Verde