Infotech

Hedy Lamarr, a atriz de Hollywood que possibilitou a criação do Wi-Fi

Hedy Lamarr, doodle do Google homenageia uma grande artista e inventora.

Infotech Dheyno Firmino 09 de novembro de 2015 08:39h

A Google decidiu homenagear esta segunda-feira a atriz austríaca e norte-americana Hedy Lamarr com o Doodle especial que celebra o seu 101º aniversário.


Hedy Lamarr já foi descrita como a “mulher mais bonita do mundo”, dizo The Telegraph. Mas não foi apenas pela sua beleza e pelo seu desempenho como atriz que Hedy Lamarr ficou conhecida na sua época. A sua vida foi muito mais rica.

Hedy Lamarr teria feito 100 anos ontem. Ela foi uma atriz austríaca que ficou conhecida por seus papeis em filmes durante os anos 1940. Mas, muito mais do que isso, ela foi uma inventora que possibilitou todas as tecnologias de comunicação sem fio que conhecemos. O Wi-Fi só existe graças a ela.

Em 1941, quando já era uma estrela em Hollywood, Lamarr se aliou ao compositor George Antheil e patenteou a ideia de um sistema de frequências múltiplas aleatórias – juntos, eles desenvolveram o conceito para ajudar a criar códigos com uma criptografia inquebrável para a comunicação da Marinha dos EUA durante a Segunda Guerra Mundial.

O sistema criado por Lamarr permitia proteger comunicações sem fio ao variar a frequência em que os sinais são transmitidos: o canal era mudado sem que o inimigo soubesse quais bandas poderia bloquear pra barrar a transmissão. Ela chegou a esse conceito após uma discussão com George Antheil em um jantar: o compositor propôs coordenar transmissor e receptor para que eles mudassem o canal de comunicação simultaneamente. A ideia era usar isso para proteger torpedos teleguiados lançados pela Marinha – uma transmissão emitida pelo inimigo poderia tirá-los de seu trajeto.

Inicialmente, a Marinha recusou a ideia, mas os dois patentearam o sistema. Por mais de duas décadas ele foi praticamente inútil. Isso começou a mudar nos anos 1960, quando foi provado que o sinal era mais forte quando transmitido em múltiplas frequências. Isso possibilitou diversas formas de comunicação wireless, como a telefonia celular – o conceito de frequências múltiplas aleatórias é o que faz com que as conversas por celular não fiquem cruzadas.

E não só isso, o desenvolvimento de redes sem fio deve muito a Lamarr e Antheil. Bluetooth e Wi-Fi não existiriam sem o sistema criado pela dupla. Lamarr morreu em 2000, mas o legado da sua invenção está cada vez mais presente nas nossas vidas. Então obrigado, Hedy, por permitir que a gente acesse a internet em qualquer lugar. 


Você pode ler mais sobre a história da criação de Lamarr e Antheil no link a seguir (em inglês): [Gizmodo US]

Fonte: Gizmodo