Geral

Derrame de notas falsas no Piauí fez com que a Polícia Militar (PM) e Polícia Federal (PF) prendessem estelionatários usando cédulas falsas de R$ 100,00 e R$ 50,00 em 10 municípios do Piauí – Patos do Piauí, Piripiri, Palmeirais, Parnaíba, Água Branca, Oeiras, Picos, Luís Correia, Teresina e Canto do Buriti.

Um homem foi preso com mais de R$ 5 mil em cédulas falsas na cidade de Piripiri (157 km de Teresina).

Conforme a Polícia Militar, com ele foram encontradas notas de R$ 20 e R$ 50 falsas, uma matriz para fazer as cópias das cédulas, um notebook e uma impressora.

Conforme o major Erisvaldo Viana, do 12º Batalhão da Polícia Militar, o homem reside em Fortaleza, no Ceará, e já tem passagem pela polícia pelo mesmo tipo de crime: falsificação de dinheiro. Segundo o policial, o homem já teria passado por Teresina e Piripiri, e planejava passar por outras cidades fazendo compras com as cédulas.

"Nós fazíamos rondas na cidade quando percebemos uma atitude suspeita e quando o abordamos encontramos com ele todos os equipamentos que serviam para a produção das notas falsas. O que sabemos é que ele fazia compras com essas cédulas falsas, muitas vezes misturadas a notas verdadeiras", falou o major Erisvaldo Viana.

O acusado fabricava as notas de forma artesanal onde chegava com os equipamentos. O suspeito está preso na Delegacia de Polícia de Parnaíba.

Falsificar, fabricar ou alterar moeda metálica ou papel moeda é crime previsto no artigo 289 do Código Penal Brasileiro. A pena varia de três a 12 anos de prisão e multa.

Fonte: Meionorte.