Educação

Selecionados para o Sisu têm até está terça-feira (14),para fazer sua matrícula

O resultado está disponível para consulta na página do programa, na internet.

Educação Redação Piripiri 14 de junho de 2016 09:33h

Os estudantes selecionados no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) têm até hoje (14), para fazer a matrícula nas instituições de ensino. O estudante deve verificar, na instituição de ensino em que foi aprovado, o local, horário e os procedimentos para a matrícula.

O resultado está disponível para consulta na página do programa, na internet. Para acessar o resultado, o estudante precisa do número de inscrição no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2015 e da senha.

O Sisu seleciona candidatos às vagas em universidades federais e institutos federais de Educação, Ciência e Tecnologia com base na nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Puderam participar do Sisu os estudantes que fizeram o Enem de 2015 e não tiraram 0 na redação.

Nesta edição foram ofertadas 56.422 vagas, em 65 universidades federais e estaduais e institutos federais.

Lista de espera

Está aberto o prazo para aqueles que não foram selecionados se inscreverem na lista de espera do programa. Isso pode ser feito até o dia 17 de junho. Os candidatos na lista começarão a ser convocados a partir do dia 23 de junho.

Para participar da lista, o candidato deve acessar o sistema e, em seu boletim, clicar no botão que corresponde à confirmação de interesse em participar da lista de espera do Sisu. É importante certificar-se de que sua manifestação foi registrada. Ao finalizar a confirmação, o sistema emitirá uma mensagem.

Veja também:

Com 3 meses de atraso, Inep libera espelho da redação do 'Enem 2015'


Agência Brasil


Resultado do Prouni 2016 será divulgado nesta segunda, dia 13.

A segunda chamada sai em 27 de junho.

Educação Redação Piripiri 13 de junho de 2016 09:02h

A primeira lista de pré-selecionados para a segunda edição de 2016 do Programa Universidade para Todos ( Prouni ) será divulgada nesta segunda-feira (13) sem horário definido, no siteprouni.mec.gov.br .

A segunda chamada sai em 27 de junho. Entre os dias 8 e 11 de julho, os estudantes que não foram convocados nas duas chamadas poderão manifestar interesse em entrar na lista de espera.

Bolsas da atual edição 
Nesta edição são oferecidas 125.442 bolsas, sendo 57.092 integrais e 68.350 parciais ofertadas em 22.967 cursos de 901 instituições de ensino superior.

A seleção é feita de acordo com o desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), levando em conta dos critérios socioeconômicos da família do estudante.

Poderá disputar as bolsas de estudo do Prouni o estudante brasileiro que tenha feito o Enem de 2015 e que atenda pelo menos uma das condições a seguir:
- tenha cursado o ensino médio completo em escola da rede pública;
- tenha cursado o ensino médio completo em instituição privada, na condição de bolsista integral da respectiva instituição;
- tenha cursado o ensino médio parcialmente em escola da rede pública e parcialmente em instituição privada, na condição de bolsista integral da respectiva instituição;
- seja pessoa com deficiência;
- seja professor da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica e integrando o quadro de pessoal permanente da instituição pública.

O programa concede bolsas integrais apenas para candidatos com renda familiar bruta mensal per capita de até 1,5 salário mínimo. Já as parciais são dadas no caso em que a renda familiar bruta mensal per capita não exceda o valor de 3 salários mínimos.

Contato para dúvidas 

O MEC oferece esclarecimentos no site siteprouni.mec.gov.br/tiresuasduvidas.php , por autoatendimento via formulário ou pelo telefone 0800-616161.


Matrículas abertas para o Sisu 2º semestre

O prazo vai até a próxima terça-feira (14).

Educação Redação Piripiri 10 de junho de 2016 12:31h

A partir desta sexta-feira (10), os aprovados na chamada regular do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) do segundo semestre de 2016 devem se matricular nas instituições de ensino para qual foram convocados. O prazo vai até a próxima terça-feira (14).

Os candidatos que não foram selecionados podem aderir à lista de espera até o dia 17 de junho. Os integrantes dessa lista que vierem a ser selecionados devem fazer a matrícula no dia 23 de junho. Para consultar o resultado do Sisu ou aderir à lista de espera o estudante precisa usar a senha e o número de inscrição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2015.

O Sisu é o sistema informatizado do Ministério da Educação por meio do qual instituições públicas de educação superior oferecem vagas a candidatos participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Esta edição ofereceu, em 65 instituições, 56.422 vagas que foram disputadas por 871.358 inscritos. A inscrição podia ser feita somente pelos estudantes que participaram do Enem de 2015 e obtiveram nota na redação que não fosse zero.

Fies na próxima semana 
Ainda neste ano, uma forma de conseguir uma vaga no ensino superior é por meio do Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) , que oferece contratos de financiamento em universidades particulares. O processo seletivo começará no dia 14 de junho e irá até o dia 17 de junho. O resultado sairá em 20 de junho.

Pela primeira vez, o estudante poderá alterar sua opção de curso quantas vezes desejar - o sistema calculará notas de corte para cada um deles, assim como ocorre no Sisu.


Alunos de Serviço Social da Faculdade Chrisfapi realizam visita técnica...

...em empresa de Teresina.

Educação Redação Piripiri 10 de junho de 2016 09:35h

Alunos de Serviço Social da Faculdade Chrisfapi realizam visita técnica em empresa de consultoria em Teresina

Na última quarta-feira, dia 08, foi realizada atividade interdisciplinar pelo curso de Serviço Social, envolvendo as disciplinas de Planejamento e Avaliação de Programas e Processo de Trabalho II.

A visita técnica aconteceu na empresa Pública Consultoria, Contabilidade e Projetos em Teresina.

A responsável pela atividade foi a professora Ana Carolina Machado. Uma profissional, egressa da Faculdade Chrisfapi, hoje realizando projetos sociais para a referida empresa, sendo essa uma nova área de atuação dos profissionais Assistentes Sociais.


O IFPI Campus Piripiri está com inscrições abertas para o Exame Classificatório 2016.2. As vagas são para cursos na modalidade concomitante/subsequente, ou seja, apenas para candidatos que estão cursando ou já concluíram o ensino médio. Estão sendo ofertadas 80 vagas, 40 para o curso técnico em administração e 40 para o curso técnico em vestuário. As inscrições estarão abertas até o dia 19 de junho e são realizadas exclusivamente pela internet, através do site da instituição:www.ifpi.edu.br, acessando o link EXAME CLASSIFICATÓRIO. Para confirmar sua inscrição, o candidato deverá imprimir o boleto referente a taxa de inscrição, no valor de 30 reais, que deverá ser paga nas agências e caixas eletrônicos do Banco do Brasil. As provas do certame serão aplicadas no domingo, 10 de julho, das 8h às 12h (horário local).  Mais informações: (86) 3276-6713 ou no IFPI Campus Piripiri.

Prouni recebe inscrições para seleção do 2º semestre de 2016

O prazo termina às 23h59 desta sexta-feira (10).

Educação Redação Piripiri 07 de junho de 2016 07:23h

Quem não foi convocado para uma vaga do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), cujo resultado foi divulgado nesta segunda (6), tem opção de concorrer a um bolsa de estudo de uma instituição particular pelo Programa Universidade para Todos (Prouni). As inscrições para a seleção do segundo semestre de 2016 começam nesta terça-feira (7). Não há horário previsto em edital em que o sistema vai começar a funcionar. O prazo termina às 23h59 desta sexta-feira (10).

O Prouni é o programa do governo federal que oferece bolsas de estudo totais e parciais de instituições particulares. A seleção é feita a partir do desempenho no Enem, mas leva em conta os critérios socioeconômicos da família do estudante. O Ministério da Educação não divulgou o número de bolsas que serão oferecidas nesta edição. 

A segunda edição do ano terá 125.442 bolsas para 22.967 cursos em 901 instituições de ensino superior. Segundo o MEC, no ano passado a edição de inverno teve 115.101 bolsas. Entre as bolsas que serão ofertadas, 57.092 são integrais e 68.350 parciais. 

Lista de pré-selecionados 
A primeira lista dos estudantes pré-selecionados será divulgada no dia 13 de junho. A segunda chamada sai no dia 27 do mesmo mês. Entre os dias 8 e 11 de julho, os estudantes que não foram convocados nas duas chamadas poderão manifestar interesse em entrar na lista de espera.

A lista de espera estará disponível para as instituições no dia 14 de julho. Nesta fase, a convocação dos estudantes é feita diretamente pelas instituições, caso haja vagas.

Poderá disputar as bolsas de estudo do Prouni o estudante brasileiro que tenha feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir de 2015 e que atenda pelo menos uma das condições a seguir:

- tenha cursado o ensino médio completo em escola da rede pública;

- tenha cursado o ensino médio completo em instituição privada, na condição de bolsista integral da respectiva instituição;

- tenha cursado o ensino médio parcialmente em escola da rede pública e parcialmente em instituição privada, na condição de bolsista integral da respectiva instituição;

- seja pessoa com deficiência;

- seja professor da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica e integrando o quadro de pessoal permanente da instituição pública.

O programa concede bolsas integrais apenas para candidatos com renda familiar bruta mensal per capita de até 1,5 salário mínimo. Já as parciais são dadas no caso em que a renda familiar bruta mensal per capita não exceda o valor de 3 salários mínimos.


Resultado do Sisu 2016 será divulgado nesta segunda-feira, dia 6.

Lista de aprovados será divulgada em única chamada.

Educação Redação Piripiri 06 de junho de 2016 09:29h

Os resultados do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) serão divulgados em única chamada nesta segunda-feira (6), sem horário definido. Até as 18h de quinta-feira (2), último dia de prazo para inscrições, 1.502.680 inscrições de 778.739 candidatos foram feitas. Cada candidato podia se inscrever em até duas opções de curso. 

O resultado poderá ser conferido pelo site http://sisu.mec.gov.br . As matrículas devem ser feitas entre os dias 10 e 14 de junho, nas instituições de ensino. 

O Sisu é o sistema informatizado do MEC por meio do qual instituições públicas de educação superior oferecem vagas a candidatos participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Esta edição oferece 56.422 vagas em 65 instituições. A inscrição podia ser feita somente pelos estudantes que participaram do Enem de 2015 e obtiveram nota na redação que não fosse zero.


CESPI segue formando mais turmas

Educação Paiva Filho 03 de junho de 2016 06:34h

Ontem (02), o Instituto CESPI e a Faculdade ISEPRO celebraram com alegria a diplomação da 3ª turma de Pedagogia formadano município de Piracuruca (PI).O evento foi realizado no Espaço Dete Festas e contou com a presença de familiares, parentes e amigos que abrilhantaram a noite.


Inscrições no Sisu do 2º semestre encerram hoje, quinta-feira.

São oferecidas 56.422 vagas em 65 instituições públicas de ensino superior.

Educação Redação Piripiri 02 de junho de 2016 10:11h

O prazo para se inscrever na segunda edição do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) 2016 termina às 23h59 desta quinta-feira (2). São oferecidas 56.422 vagas em 65 instituições públicas de ensino superior.

As inscrições, gratuitas, podem ser feitas pelo site http://sisu.mec.gov.br .

Pelo site, no endereço http://sisu.mec.gov.br/cursos é possível realizar a busca pelas vagas, filtrando por município, instituição ou curso. Nesta edição, 33 cursos de medicina oferecerão vagas. A UFRJ é a instituição com o maior número de vagas: 100. A Universidade de São Paulo (USP), que no primeiro Sisu de 2016 fez sua estreia, não oferece vagas nesta segunda edição do ano.

O estudante pode se inscrever em até duas opções de vaga e, no ato, deve incluí-las em ordem de preferência. O resultado da única chamada será divulgado no dia 6 de junho de 2016 na página do Sisu e nas instituições de ensino superior.

O aprovado deverá realizar sua matrícula na instituição selecionado na chamada regular nos dias 10, 13 e 14 de junho de 2016. Há ainda a possibilidade de os participantes que não foram convocados para sua primeira opção participarem da lista de espera.

Entenda o Sisu

O Sisu (Sistema de Seleção Unificada) é o meio utilizado pelo Ministério da Educação (MEC) para selecionar novos estudantes de cursos de graduação de universidades federais e institutos tecnológicos de ensino superior. Há ainda instituições estaduais e municipais que aderem ao processo. O sistema usa as notas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) para determinar quais candidatos terão direito às vagas.

Quem pode participar?

Os estudantes que fizeram o Enem e que tenham obtido nota acima de zero na redação poderão se inscrever no Sisu. As duas edições do Sisu de um determinado ano sempre utilizam os dados do Enem do ano anterior. Por exemplo, nos Sisu de 2015, valem apenas as notas do Enem 2014.

Como funciona o Sisu?

O Sisu ocorre em duas edições em cada ano. O MEC determina um período de inscrições durante o qual o candidato pode:

- inscrever-se em até dois cursos ofertados pelas universidades participantes (primeira e segunda opção)

- alterar suas opções quantas vezes quiser durante o prazo de inscrições.

Ao final da etapa de inscrições, o Sisu convocará os candidatos que tiverem melhor classificação em cada curso, por modalidade de concorrência, conforme a nota do Enem.

Caso a nota do candidato permita convocação nas duas opções de vaga, ele será selecionado em sua primeira opção.

Como o Sisu calcula a nota de corte?

Durante o prazo de inscrições, o Sisu calcula a nota de corte para cada curso uma vez por dia. O cálculo toma como base o número de vagas disponíveis e o total dos candidatos inscritos naquele curso, por modalidade de concorrência. A nota de corte válida será aquela registrada no último dia de inscrições. Até esse fechamento, o candidato pode optar por mudar de cursos ou universidades.

Quais as modalidades de concorrência no Sisu?

O candidato pode escolher se concorre às vagas de "ampla concorrência", às vagas reservadas de acordo com a Lei de Cotas (Lei nº 12.711/2012) ou às vagas destinadas para as demais políticas afirmativas de cada instituição.

Qual o percentual da reserva de vagas para a Lei de Cotas?

Todas as universidades que participam do Sisu reservaram, pelo menos, 37,5% das vagas para estudantes que cursaram o ensino médio em escolas públicas. Até 2016, as instituições deverão atingir o percentual de 50% de vagas reservadas.

É preciso ter uma nota mínima no Enem para participar do Sisu?

Sim, por dois aspectos. Primeiro, será vetada a participação de candidatos que tenham zerado a redação. Em segundo lugar, o MEC esclarece que algumas instituições adotam notas mínimas para inscrição em determinados cursos. Nesses casos, o próprio sistema vai alertar o candidato durante o processo de inscrição.

Existe lista de espera no Sisu?

Os candidatos que não foram selecionados em nenhuma das suas opções de curso na chamada regular ou os candidatos que foram aprovados em sua segunda opção poderão participar da lista de espera. Estes estudantes deverão acessar o seu boletim, na página do Sisu, e manifestar interesse. Posteriormente, as universidades terão novo prazo para informar as vagas disponíveis em seus próprios sites.

A participação na lista de espera só poderá ser feita na primeira opção de vaga do candidato. A convocação dos candidatos nesta "segunda chamada" é realizada diretamente por cada uma das instituições de ensino superior participantes do Sisu. Por isso, o candidato deverá acompanhar junto à própria universidade o andamento da lista de espera.

Resultado e matrículas dos aprovados pelo Sisu

O resultado do Sisu poderá ser consultado no boletim do candidato, na página do Sisu, nas instituições participantes e no telefone 0800-616161. A matrícula deverá ser realizada diretamente na instituição em que o aluno foi selecionado.

Documentos necessários

Para se inscrever no Sisu, o candidato precisará apenas do número de inscrição e senha cadastrados no Enem. Em caso de aprovação, os estudantes devem ficar atentos à documentação exigida pela universidade para a matrícula. Esta informação estará disponível no sistema, no momento de sua inscrição.

Sisu e Prouni: qual diferença?

O Sisu é a sigla para Sistema de Seleção Unificada. Através dele, instituições públicas - sem cobrança de mensalidade - selecionam alunos tendo como critério a nota do candidato no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).

O Enem também é usado em outras ações do MEC, como o Ciência sem Fronteiras, o Fies e o Programa Universidade para Todos (Prouni). O Prouni concede bolsas de estudos integrais ou parciais em universidades privadas. O foco são estudantes que saíram de escolas públicas e de baixa renda.


Governo pede ilegalidade da greve dos professores da Uespi

A instituição está há mais de um mês parada.

Educação Redação Piripiri 02 de junho de 2016 08:35h

A Procuradoria Geral do Estado (PGE) pediu nesta quarta-feira (1), a ilegalidade da greve dos  dos professores da Universidade Estadual do Piauí (Uespi). O governo alega a  irredutibilidade do sindicato da categoria nas negociações. Os técnicos administrativos que também estavam parados já encerraram a paralisação. 

Segundo o secretário de administração, Franzé Silva, as negociações foram feitas e a greve ainda não encerrou, com isso os alunos estão sendo prejudicados. “Para a pauta que a categoria apresentou o Estado já deu todas as respostas possíveis. E diante da intransigência do movimento, o Governo precisa tomar uma medida de proteção aos alunos que estão sem aulas há mais de um mês. Por isso, mostraremos ao judiciário que as respostas às pautas reivindicadas já foram ofertadas e que a greve ainda não encerrou”, disse. 

Segundo a Sead, o governo já se comprometeu a disponibilizar R$ 25 milhões para reparos e reformas nos campis da Uespi, além de realizar as progressões salariais e a mudança de nível das categorias.  “O governador Wellington Dias já se reuniu com uma comissão das categorias da Uespi. Ele garantiu R$ 25 milhões para a instituição fazer reparos e reformas nas estruturas de cada campi de acordo com a necessidade da comunidade acadêmica”, disse o secretário de Administração e Previdência. 

O gestor destacou ainda a medida do governador em retirar servidores e professores da Lei de Lotação, aprovada pela Assembleia Legislativa do Piauí. 

Outra demanda da Uespi é a progressão e mudança de nível de docentes e técnicos administrativos da instituição. A SeadPrev informou que já propôs a homologação dos pedidos de promoção e progressão docentes em duas etapas: a primeira em junho e a segunda em outubro deste ano. Para os técnicos, o pagamento seria concluído em junho, sem a necessidade de parcelamento.

 Franzé destacou, ainda, concessões feitas por parte do governo com relação às reivindicações feitas pelas categorias. Ele citou, por exemplo, o aumento de bolsas na política de incentivo aos alunos que passou de 800 para 1.000, além de estabelecer com os professores a criação de uma comissão unificada junto com a gestão superior da Uespi para dar prosseguimento aos editais de concursos para professores efetivos. 

“O trabalho será finalizado em parceria com o Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) que é um documento que vai apontar quais os cursos, municípios e professores que devem permanecer em atividade ou ampliados. E, ao término do PDI, o governo pretende lançar o edital, executar e, em seguida, empossar os eventuais professores efetivos da Universidade Estadual do Piauí”, conclui secretário.

Com informações da Ccom

Participe do AULÂO REVISÃO, dia 27 de agosto. Vagas limitadas!

Corujas promove e você participa!!

Educação Paiva Filho 31 de maio de 2016 17:23h

Corujas promove e você participa!! Atenção concurseiros (as) você quer ser aprovado no concurso da prefeitura de Piripiri. Aqui você pode, venha estudar com quem entende do assunto. Participe do AULÂO REVISÃO, dia 27 de agosto. Vagas limitadas! Garanta já a sua e não deixe para ultima hora!!

Local de inscrição: Judith Santana , com a Elis 9 9975 7480 ou no escritório sede Rua Felinto Rezende, com a professora Sued Moreira: (86) 9 9849 6838 ou com o Professor Rafael  (86) 9 9446 1074 

Nasce em Piripiri Atual o maior centro preparatórios de concursos, pós graduação e consultoria. Venha fazer parte dessa equipe de mestres. Contatos: professora Sued Moreira, Allex Lima, Rafael Soares, Marcos Sales, Tici Castro, Jairo, Hermínio Marques, Gheysa Peres, Maria de Lurdes (Lousinha). Carlos Baué e Filomena Lajes.

Candidatos já podem consultar vagas disponíveis no Sisu

As inscrições poderão ser feitas de segunda-feira (30) a 2 de junho.

Educação Redação Piripiri 29 de maio de 2016 18:28h

Os candidatos a entrar no ensino superior público já podem consultar as vagas disponíveis no portal do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). A consulta pode ser feita por instituição, por cidade ou por curso no site do Sisu.  Nesta edição, são ofertadas 56.422 vagas em 65 instituições públicas de ensino superior para o segundo semestre deste ano.

As inscrições poderão ser feitas de segunda-feira (30) a 2 de junho. O número de vagas aumentou 1,5% em relação às cerca de 55,6 mil ofertadas no segundo semestre do ano passado. Podem participar do Sisu os estudantes que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2015 e não tiraram zero na redação.

O resultado será divulgado no dia 6 de junho e a matrícula deverá ser feita entre os dias 10 e 14. Aqueles que não forem selecionados poderão participar da lista de espera, entre 6 e 17 de junho.  Os candidatos na lista começarão a ser convocados a partir do dia 23 de junho.

Ao efetuar a inscrição, o candidato deve escolher, por ordem de preferência, até duas opções entre as vagas ofertadas pelas instituições participantes do Sisu. O candidato também deve definir se deseja concorrer a vagas de ampla concorrência, a vagas reservadas a ações afirmativas.  Durante o período de inscrição, o candidato pode alterar suas opções. Será considerada válida a última inscrição confirmada.

Uma vez por dia é divulgada a nota de corte de cada curso, com base no número de vagas disponíveis e no total dos candidatos inscritos naquele curso, por modalidade de concorrência. A nota de corte é apenas uma referência para auxiliar o candidato no monitoramento de sua inscrição, não sendo garantia de seleção para a vaga ofertada.

Fonte: Agência Brasil


MEC define o cronograma do Sisu e Prouni 2016/2; acesse aqui os editais.

A divulgação do resultado está prevista para 6 de junho.

Educação Redação Piripiri 27 de maio de 2016 12:28h

Começam na segunda-feira, 30 de maio, as inscrições para o Sistema de Seleção Unificada (SiSU) 2016/2, que oferecerá 56.422 vagas em 65 instituições públicas de ensino superior. O prazo segue até as 23h59 do dia 2 de junho, sem cobrança de taxa de inscrição.

Poderão se inscrever os estudantes que participaram do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2015 com nota acima de zero na redação. Eles poderão indicar até duas opções de curso. A classificação parcial e a nota de corte são divulgadas diariamente, durante o período de inscrições.

A divulgação do resultado está prevista para 6 de junho. Os aprovados deverão se matricular na instituição para a qual foram selecionados nos dias 10, 13 e 14 seguintes. Já a manifestação de interesse pela lista de espera deve ser feita de 6 a 17 de junho.

Confira o Edital do SiSU 2016/2

ProUni 2016/2Foi publicado no Diário Oficial da União desta sexta-feira, 27 de maio, o edital da 2ª edição de 2016 do Programa Universidade para Todos (ProUni). Segundo o documento, as inscrições para bolsas de estudo em cursos de graduação de faculdades particulares poderão ser feitas entre os dias 7 e 10 de junho, exclusivamente pela internet.

Os candidatos deverão comprovar participação no Enem 2015, que cursaram todo o ensino médio na rede pública ou como bolsistas integrais em escolas privadas e que não possuem diploma de ensino superior.

Estudantes com renda familiar bruta mensal per capita de até 1,5 salário-mínimo serão contemplados com as bolsas integrais. Já as parciais serão concedidas para candidatos com renda familiar bruta mensal per capita de até 3 salários mínimos.

A primeira chamada será divulgada em 13 de junho com prazo até o dia 20 para comprovação das informações prestadas na inscrição. Uma segunda convocação será realizada no dia 27 e os pré-selecionados terão até 1º de julho para comparecer à respectiva instituição.

Acesse o Edital do ProUni 2016/2

Já as inscrições para a lista de espera poderão ser feitas entre os dias 8 e 11 de julho. O resultado será publicado no dia 14 e os convocados deverão comprovar as informações nos dias 18 e 19 seguintes. O número de vagas ainda não foi informado, mas na última edição, foram ofertadas 203.602 vagas em 30.931 cursos ministrados em 1.069 instituições.

Fonte: Com informações do Brasil Escola/UOL


Técnicos Administrativos da Uespi encerram greve

A instituição passou mais de 30 dias parada.

Educação Redação Piripiri 26 de maio de 2016 18:14h

Os Técnicos Administrativos da Uespi decidiram hoje (25) suspender a greve no setor administrativo da Instituição e por maioria de votos acataram a proposta do Governo do Estado. A categoria estava em greve há mais de 30 dias. O Governo do Estado se comprometeu a fazer um reajuste na faixa salarial dos técnicos administrativos e encaminhar para a Assembleia Legislativa um novo Plano de Cargos e Salários até final de julho. Segundo o secretário de Administração e Previdência, Franzé Silva, esse plano vai ser aprovado em 2016 para entrar em vigor em 2017.

"Entendo que é um primeiro passo. A expectativa é que a parte burocrática, andamento de processos, vida funcional de alunos e servidores volte ao normal. É um sinal de avanço com a comunidade universitária. Nosso anseio é que na próxima segunda-feira, dia 30, na conversa que vamos ter com os professores, a categoria também possa voltar às atividades e não prejudicar o semestre dos alunos da Uespi", afirma Franzé.
 
De acordo com Franzé, o maior prejudicado são os alunos, afinal são mais de 30 dias de paralisação. Para os professores, o Governo do Estado se comprometeu a fazer as promoções de mestrados e doutorados e mudanças de níveis dividido em duas parcelas, observando o impacto financeiro. "Seria uma parcela em junho e a outra em outubro deste ano", afirma.
 
O compromisso do Governo com os professores é constituir uma comissão que irá fazer a minuta do edital de concurso para professores efetivos. Esse edital será lançado logo que seja concluído o PDI-Plano de Desenvolvimento Institucional da Uespi, que é feito por eles. De acordo com Franzé, o governador confirmou investimentos de R$ 25 milhões para melhoria na estrutura da Uespi e ampliação de 25% das bolsas para os alunos. Hoje são em média, 800 bolsas. O governador autorizou ampliar para mil bolsas.
 
"O primeiro pedido dos professores era retirar a Uespi da Lei Geral de Lotação. Isso já foi atendido pelo Governador. Nossa expectativa agora é de que os professores também possam voltar ao trabalho na segunda-feira, dia 30.


Comissão de professores vai à Câmara de Vereadores buscando melhorias na Uespi.

A universidade se encontra em greve geral há mais de um mês.

Educação Redação Piripiri 25 de maio de 2016 10:40h

Uma comissão formada por professores, coordenadores e diretores da Universidade Estadual do Piauí (Uespi), juntamente com o promotor de justiça de Piripiri, Dr Nivaldo Ribeiro estiveram na Câmara Municipal de Piripiri na noite desta terça, dia 24.

Na pauta dos docentes esteve, além da preocupante situação do Campus Piripiri que no momento se encontra em greve há mais de um mês sem previsão de retorno da atividades, propostas de melhorias e uma maior aproximação entre a universidade e a sociedade.

Apesar do pequeno quórum no parlamento, os vereadores presentes se disseram surpresos com a atual situação e se disponibilizaram à atender às reivindicações dos professores.


Uespi: governo e professores não chegam a acordo após (mais uma) reunião.

A reunião foi encerrada antes do prazo após secretário abandonar o local.

Educação Redação Piripiri 24 de maio de 2016 08:54h

Terminou em bate-boca a reunião entre os professores da Universidade Estadual do Piauí (Uespi) com o reitor da instituição, Nouga Batista, e o secretário de Administração, Franzé Silva. A reunião, que teve início por volta das 17h, aconteceu na reitoria do campus Pirajá e teve que ser encerrada antes do tempo após Franzé abandonar o local alegando ter sido chamado de palhaço.

"Sentamos novamente com o movimento em greve, coisa que o governador não autoriza,  apresentamos novamente quais são as possibilidade de avanço e ele disse que o governo é palhaço. Então, nesse sentido, está claro a situação política desse movimento contra a Uespi, contra os pais de família que mantém seus filhos com muita dificuldade  fora de seus municípios e acreditamos que o governador irá tomar as medidas cabíveis para pode colocar a Uespi em funcionamento", afirmou, se referindo a Sergiano Araújo, diretor de assuntos políticos da associação dos docentes da UESPI.

O secretário disse que o movimento é político e que vai levar ao governador o resultado da reunião. "Esse movimento é político e partidário. Não iremos de forma nenhuma mais sentar com eles enquanto isso for a tônica da discussão. Queremos agir com responsabilidade dentro do equilíbrio financeiro que o Estado precisa e respeitando os piauienses. Não dá para, a cada momento, se sentar a mesa, apresentar propostas diferenciadas que o Estado não tem condições de avançar. Vou levar ao governador o resultado dessa reunião e ele vai tomar as medidas cabíveis", desabafou.

Sergiano respondeu afirmando que Franzé não negocia e que as propostas do governo são inócuas. "Ele não negocia. As propostas são inócuas. O governador não recua um milímetro, então a greve vai continuar. O governo pode recorrer dos mecanismos que achar de direito, nós também podemos", disse.

Em greve há um mês, o governo, que já havia sinalizado negociação, como dividir as promoções e progressões, anteriormente proposta em três parcelas, em duas, a serem realizadas em junho e outubro deste ano, para os professores. Para os técnicos, o pagamento seria concluído em junho, sem a necessidade de parcelamento. Para os alunos, o Governo sinalizou investimentos no montante de R$ 15 milhões, a serem aplicados em projetos apresentados pela própria comunidade acadêmica. 

Com informações do CidadeVerde.com

Governo Michel Temer suspende novas vagas do Pronatec, Prouni e do Fies

A revisão é parte do que no novo governo chama de "herança maldita" de Dilma.

Educação Redação Piripiri 23 de maio de 2016 10:48h

Uma das vitrines da área social da gestão petista, programas de incentivo à educação e à profissionalização - como Pronatec, Prouni e Fies - não devem abrir novas vagas neste ano. São efeitos imediatos das medidas de contingenciamento previstas para o Ministério da Educação na gestão do presidente em exercício Michel Temer. A revisão é parte do que no novo governo se chama de "herança maldita" da administração da presidente afastada Dilma Rousseff.

Apesar de em alguns períodos da era petista ser comandada por ministros de outros partidos, o Ministério da Educação sempre foi controlado pelo PT. Dentre os titulares que estiveram à frente da área estão os petistas Tarso Genro, Aloizio Mercadante e o atual prefeito de São Paulo, Fernando Haddad.

Interlocutores do novo ministro da Educação, Mendonça Filho (DEM), disseram ao jornal O Estado de S. Paulo que ele pretende honrar até o fim as vagas que já foram contratadas, mas a perspectiva de abrir novas inscrições é apenas para o ano que vem - com otimismo, para os últimos meses de 2016. O novo governo assumiu o compromisso de dar continuidade aos programas educativos iniciados ou fortalecidos na Era PT, mas considera que tem um desafio ao que afirma ser um dos legados deixados por seus antecessores: o orçamento do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) já estaria zerado para este ano, a mais de sete meses do fim.

A decisão de abrir ou não novas vagas - e, se sim, quantas - para Pronatec, Fies e Prouni depende exclusivamente de um balanço financeiro que deverá ser realizado pelo ministro. Novos gestores do MEC têm afirmado que a pasta tem "musculatura" para administrar grandes projetos, mas esse potencial estaria sendo mal aproveitado.

Um dos pilares do slogan Pátria Educadora, escolhido para o segundo mandato de Dilma, é o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), em que o governo financia o estudo de alunos de baixa renda em universidades particulares, "emprestando" dinheiro que, após a formatura, é devolvido pelos beneficiados.

Em 2015, 2 milhões de estudantes estavam matriculados em instituições privadas graças ao programa, no qual foram investidos R$ 17,8 bilhões.

Um ponto, contudo, preocupa o ministro, conforme seus interlocutores: a taxa bancária anual que o MEC paga às instituições para a administração do programa, hoje na casa do R$ 1,3 bilhão. Mendonça Filho não estaria disposto a manter esse gasto para o ano que vem - e tem dito aos colegas que pretende "renegociar" o valor, com a intenção de reverter parte dele para outros programas em 2017.

Bolsas

Outra crítica que os funcionários ouvem do ministro é uma suposta "desorganização e pulverização" dos sistemas de bolsas oferecidas a estudantes socialmente vulneráveis. Mendonça, de acordo com eles, gostaria de unificar os critérios de seleção para as bolsas e, no caso do Programa Universidade Para Todos (Prouni) - menina dos olhos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva -, intensificar o que chama de premissa da meritocracia. Ou seja: para o ministro, a contrapartida do estudante que recebe dinheiro público para estudar deve ser "apresentar resultados". Hoje, o Prouni exige apenas que o bolsista tenha aproveitamento mínimo de 75% das disciplinas cursadas no semestre.

Mais Médicos

Na área da saúde, o programa Mais Médicos, lançado por Dilma Rousseff, também deverá cada vez mais reduzir o número de médicos estrangeiros contratados. Assim que assumiu o posto de ministro da Saúde, o deputado federal Ricardo Barros (PP) já tinha uma ideia em mente: reduzir a participação de profissionais estrangeiros no Programa Mais Médicos. De olho numa aproximação com entidades de classe, Barros avisou que deverá dar prioridade para profissionais formados no Brasil.

As mudanças, no entanto, somente terão início a partir do próximo ano, depois das eleições municipais. Isso porque Barros não quer se indispor com prefeitos. Médicos estrangeiros - sobretudo cubanos - são campeões de aprovação dos administradores municipais.

Há vários motivos para isso: eles estão sempre presentes, o grau de abandono dos cargos é baixo e, principalmente, não fazem sombra no campo político aos administradores locais.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Veja também:

#LutoPelaUespi vira assunto mais comentado no Twitter

Professores da universidade e técnicos estão em greve há um mês.

Educação Redação Piripiri 22 de maio de 2016 09:45h

A hashtag #LutoPelaUespi  chegou ao trending topic (assuntos mais comentados no país) do Twitter na tarde deste sábado (21). Os pedidos por melhorias na Universidade Estadual do Piauí (Uespi) geraram mais de 4 mil tweets na rede social. Após algumas reuniões com o governo do Piauí solicitando mais atenção pela instituição, a reivindicação agora no twitaço é para que o governador Wellington Dias negocie. Professores da universidade e técnicos estão em greve há um mês.

"Estamos prestes a perder um semestre inteiro de trabalho. Prejudicar milhares de alunos. Negocia W Dias. #lutopelauespi", disse um internauta no twitter.

Na última terça-feira, a hashtag #SOSUESPI também foi um dos assuntos mais comentados no Twitter, chegando ao Trending Topics. Na data, a presidente da Associação dos Docentes da UESPI (Adcesp),  Lina Santana, explicou que o twitaço era para socializar as últimas notícias após uma reunião com o Ministério Público, onde foi constatado que dos 108 cursos da Uespi, 65 funcionam em situação irregular. Com base nisso, o promotor Fernando Santos entende que esses cursos devem ser fechados. 

Dos 65 cursos em situação irregular, 53 não têm o número mínimo de cinco professores efetivos. Os demais cursos podem fechar baseado em outros fatores. 

No começo da semana também, estudantes e servidores ocuparam por quase 24 horas o plenarinho da Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi).

Para tentar por fim a greve, o Governo se comprometeu em dividir as promoções e progressões, anteriormente proposta em três parcelas, em duas, a serem realizadas em junho e outubro deste ano, para os professores. Para os técnicos, o pagamento seria concluído em junho, sem a necessidade de parcelamento. Para os alunos, o Governo sinalizou investimentos no montante de R$ 15 milhões, a serem aplicados em projetos apresentados pela própria comunidade acadêmica. 


Olho no prazo! Inscrição para o Enem termina hoje, sexta-feira.

Quem deixar pra última hora pode ter problemas com o sistema.

Educação Redação Piripiri 20 de maio de 2016 09:13h

As inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2016 serão encerradas às 23h59 desta sexta-feira (20). Os participantes devem acessar a página http://enem.inep.gov.br/participante/#/inicial .

A taxa de inscrição custa R$ 68 – R$ 5 a mais que na edição do exame no ano passado. Dessa vez, ela poderá ser paga em qualquer agência bancária, casa lotérica ou agência de Correios (antes, só era possível quitar a guia no Banco do Brasil).

Para se inscrever, os candidatos precisam ter em mãos o RG e o CPF – menores de idade que ainda não tiverem os documentos precisarão providenciá-los. Também será obrigatório informar um endereço de e-mail e um celular, o município onde farão a prova e a língua estrangeira do teste de Linguagens (inglês ou espanhol).

Provas 
Neste ano, as provas serão realizadas nos dias 5 e 6 de novembro. No primeiro dia, sábado, o candidato terá 4 horas e 30 minutos para responder questões de ciências humanas e de ciências da natureza. No domingo, ele terá 5 horas e 30 minutos para as perguntas de linguagens, códigos e suas tecnologias, matemática e redação.

Os portões serão abertos às 12h e fechados às 13h, no horário de Brasília. As provas começarão, nos dois dias, às 13h30. Os gabaritos oficiais das questões objetivas serão divulgados pelo Inep até o dia 9 de novembro. Já os resultados ainda não têm data marcada para serem apresentados.

O Enem deste ano tem uma estimativa de 8 milhões de inscrições. Destas, 2,2 milhões são de estudantes que estão no último ano do ensino médio.

Isenção 
Aqueles que irão concluir o ensino médio em 2016 e estiverem matriculados na rede pública de ensino terão direito à isenção automática da taxa de inscrição.

Já os que pertencerem a famílias de baixa renda, mas que não sejam concluintes de escola pública, poderão declarar carência para conseguir a isenção. Durante o período de inscrição, o sistema avisará se o pedido foi aceito.

Lembrando que, a partir deste ano, os estudantes que conseguiram a isenção da taxa em 2015 e não compareceram à prova, sem justificar a ausência, vão perder o direito de não pagar a inscrição em 2016.

Atendimento especializado 
Os candidatos que precisarem de atendimento especializado (com baixa visão, cegueira, visão monocular, deficiência física, auditiva e intelectual, surdocegueira, dislexia, déficit de atenção, autismo, discalculia ou outras condições especiais) devem indicar na inscrição qual o recurso que desejam para fazer a prova. Também podem solicitar auxílio: gestantes, lactantes, idosos, estudantes em classe hospitalar e sabatistas.

Entre os dias 1º e 8 de junho, pela plataforma do Inep, a pessoa deve enviar o documento que comprova sua condição. Ele deve conter o nome completo, o diagnóstico com a descrição do que motiva o pedido de atendimento especial e a assinatura de um médico ou profissional especializado, com seu CRM (registro no Conselho Regional de Medicina).

As adaptações que o candidato pode solicitar são: prova em braile ou com letra ampliada (fonte 18, com imagens maiores) ou super-ampliada (fonte 24, com imagens maiores), tradutor-intérprete de Libras (Língua Brasileira de Sinais), guia-intérprete para pessoas com surdocegueira, auxílio para leitura (inclusive a labial) e transcrição, sala acessível e tempo extra de uma hora em cada dia da prova.

A participante lactante que precisar amamentar durante as provas deve levar um acompanhante adulto, que ficará em uma sala reservada e cuidará do bebê enquanto a mãe fizer o Enem. Já aquele que estiver internado para tratamentos de saúde deve assinalar a opção “classe hospitalar”. O Inep entrará em contato com o hospital em que a pessoa estiver para verificar as condições necessárias para que a prova seja feita.

Os sabatistas precisam marcar a alternativa “guardador do sábado por convicção religiosa” para fazê-la em outro horário. Eles entrarão no local de prova quando os portões abrirem, às 12 horas, juntos com os demais, e aguardarão até as 19 horas para fazer a prova.