Prefeitura de Piripiri terá que pagar R$ 45 mil para servidores

A decisão é por não cumprir desde 2014, com o Plano de Cargos e Salários.

Cidade Redação Piripiri 28 de setembro de 2016 10:20h

A prefeitura de Piripiri, que tem como gestor Odival Andrade, precisou firmar um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Ministério Público Estadual após não cumprir desde 2014 com o Plano de Cargos e Salários dos servidores da Secretaria de Saúde.

O promotor de justiça Nivaldo Ribeiro, titular da 3ª Promotoria de Justiça de Piripiri, intermediou o acordo com o secretário de Saúde, Francisco de Assis Oliveira Andrade, no dia 19 de setembro. O presidente do Conselho Municipal de Saúde de Piripiri, Francisco das Chagas Santos Filho, e o presidente do Sindsem-PI, Raulino Pereira da Silva participaram da negociação.

Foi então firmada o TAC para que a prefeitura pague, referente ao retroativo, 36 parcelas de aproximadamente R$ 45 mil. Esse valor deverá ser dividido em partes iguais para todos os servidores de cargo efetivo englobados no Plano de Cargos e Salários desde 2014. O pagamento já começa neste mês

Caso a prefeitura não cumpra o acordo, está prevista a aplicação de uma multa diária no valor de R$ 1 mil, além de poder culminar em uma ação de improbidade administrativa, até o ressarcimento integral do dano.

Segundo o promotor, “o direitos reconhecidos no Plano de Cargos e Salários deveriam ter sido implementados em janeiro de 2015, tendo sido implementado somente em junho de 2016” e que “existe a necessidade de manutenção de um número de servidores na estrutura do município para atendimento da população nos serviços públicos, sobretudo de natureza essencial, sendo necessário, para tanto o atendimento de seus direitos básicos previstos em seu estatuto como forma de incentivá-los a permanecer no serviço público”.

TCE - PI julga procedente representação contra prefeito Odival Andrade

A representação é por omissão do prefeito na divulgação de informações.

Política Redação Piripiri 28 de setembro de 2016 10:10h

O Tribunal de Contas do Estado (TCE) julgou procedente representação do Ministério Público de Contas contra o prefeito de Piripiri, Odival José de Andrade, por omitir informações para a realização da devida fiscalização das ações da prefeitura.

O Ministério Público explicou que a representação é em decorrência da omissão do prefeito na disponibilização e divulgação, por meios eletrônicos de acesso público, das informações exigidas em lei para fins de transparência da gestão pública.

O conselheiro Jaylson Fabianh Lopes Campelo, afirmou que o prefeito foi notificado, mas não apresentou sua justificativa sobre o caso. Os conselheiros decidiram então pela procedência da representação e determinaram que Odival Andrade realize alterações no site do órgão, de forma a adequar a referida página na  internet  ao que disciplina a Lei Complementar nº 101/2000 (art. 48, caput, do referido diploma) e a Lei nº 12.527/2011 (art. 8º), sob pena de multa, além de outras medidas cabíveis.

A representação ainda será anexada a prestação de contas da prefeitura de Piripiri, referente ao exercício de 2016, para que seja levada em consideração no dia do julgamento. Também foi determinado que o Promotor de Justiça da Comarca de Piripiri seja informado sobre o caso para que tome as devidas providências.

Participaram do julgamento, os conselheiros Kléber Dantas Eulálio, Joaquim Kennedy Nogueira Barros, Jaylson Fabianh Lopes Campelo, Olavo Rebêlo de Carvalho Filho, além do representante do Ministério Público de Contas, o procurador Márcio André Madeira de Vasconcelos. A decisão é de 23 de agosto e publicada no Diário do TCE desta terça-feira (27).

Com informações do GP1.com

Veja também:

Câmara aprova subsídio para prefeito de R$ 15.000, 00

Quanto custa o horário eleitoral no rádio e na TV a cada brasileiro?


Mulher e bebê são encontrados mortos um ao lado do outro no Piauí.

A morte teria acontecido durante o parto na casa da vítima.

Geral Redação Piripiri 28 de setembro de 2016 09:52h

Uma mulher identificada pela Polícia como Mariene de Sousa Silva, de 40 anos, foi encontrada morta dentro de casa na rua Abdias Ferreira Gomes, no bairro São Francisco, na cidade de Paulistana (PI). A Polícia encontrou o corpo da mulher em estado de decomposição ao lado do corpo do filho que havia dado a luz há cerca de quatro dias.

Por conta do mal cheiro no local moradores da vizinhança acionaram a Polícia que precisou arrombar a casa para encontrar a mulher, que mora sozinha na residência.

Familiares da mulher informaram a um portal local que a morte teria sido natural e durante o parto da criança. O bebê acabou morrendo depois da morte da mãe ao lado do seu corpo.

Familiares da mulher informaram a um portal local que a morte teria sido natural e durante o parto da criança. O bebê acabou morrendo depois da morte da mãe ao lado do seu corpo.

A Polícia abriu um inquérito para investigar o fato e aguarda o resultado da perícia.

Com informações do FN Notícias

Novo salário de prefeito do interior do Piauí supera o do governador do estado.

Imagina depois das eleições!!!

Política Redação Piripiri 28 de setembro de 2016 09:35h

Seguindo a postura de várias cidades piauienses, a Câmara de Oeiras votou ontem (26) aumento dos chefes do executivo e do legislativo municipal. A partir de 2017, o prefeito e os vereadores irão receber um dos maiores salários no Estado, equiparado à capital, onde os parlamentares recebem em torno de R$ 18 mil. O novo prefeito da primeira capital piauiense irá receber em torno de R$ 20 mil, valor maior do que o salário do governador, que congelou o seu salário em R$ 17.500,00.

O aumento dos salários foi votado em segunda instância na segunda-feira, 26, com apenas um parlamentar contra a proposta, o vereador Émerson Gonzaga. De acordo com o decreto legislativo nº 02/2016, o prefeito que for eleito no dia 02 terá o salário de R$ 20 mil, o vice-prefeito R$ 10 mil e os secretários de R$ 8 mil. 

Já no legislativo municipal, o salário será de R$ 12 mil para cada vereador, enquanto o presidente da casa receberá R$ 18 e os membros de cargos de mesa diretora terão salários de R$ 13.800.

Para o vereador Emerson Nogueira, o reajuste pode comprometer o orçamento do município. “Votei contra pela questão econômica do município, que não acredito que suportaria isso. Não é [um salário] compatível com a realidade do município. Acho que como isso vai dar aumento no funcionalismo, devíamos dar exemplo”, comenta.

Em Teresina, o aumento foi votado no início do ano e salário dos vereadores variou de R$ 17.108,75 para R$ 18,8 mil. O vencimento do prefeito Firmino Filho é de R$ 16,5, entretanto o chefe do executivo optou por não receber o repasse, pois recebe pelo Tribunal de Contas da União, onde é concursado.

O valor do salário do prefeito em Oeiras supera ainda o do governador do Estado, Wellington Dias, que no ano passado congelou seus vencimentos em R$ 17 mil, enquanto os deputados aumentaram para R$ 25 mil.

Vários municípios piauienses também votaram pelo aumento, como na cidade de Bom Jesus, a 635 km da capital, onde o salário dos parlamentares para o ano que vem subiu  de R$ 7,5 mil chegará a R$ 10,5 mil. Em Campo Maior, localizada a 89 km de Teresina, a proposta foi barrada pelo prefeito.

O advogado Rafael Orsano, especialista em direito eleitoral, explica que, pela constituição não existe um parâmetro que defina os rendimentos dos representantes do executivo e legislativo, como tamanho da cidade, economia ou PIB. “O que define é a Lei aprovada pela Câmara, que dirá o valor do salário do prefeito e, consequentemente, vai gerar outros aumentos, como nos rendimentos dos vereadores e secretários. Não há vinculação necessária à renda como valores arrecadados pelo município, seja por fontes próprias ou repasses da União, FPM [Fundo de Participação do Município]”, explica. 

Segundo Orsano, o único limite que e existe é o artigo 37, inciso 11, da Constituição Federal. Nele, é detalhado que o salário dos membros do executivo e legislativo não pode superar os de um ministro do Supremo Tribunal Federal, o chamado teto constitucional, que hoje equivale a R$ 39.293,32. “Tudo quem define é o legislativo. Cabe ao prefeito vetar ou sancionar a Lei. Ele tem o poder de avaliar se é oportuno ou não realizar o aumento”, destaca.

De acordo com o inciso 11 do artigo 37, “a remuneração e o subsídio dos ocupantes de cargos, funções e empregos públicos da administração direta, autárquica e fundacional, dos membros de qualquer dos Poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, dos detentores de mandato eletivo e dos demais agentes políticos e os proventos, pensões ou outra espécie remuneratória, percebidos cumulativamente ou não, incluídas as vantagens pessoais ou de qualquer outra natureza, não poderão exceder o subsídio mensal, em espécie, dos Ministros do Supremo Tribunal Federal, aplicando-se como limite, nos Municípios, o subsídio do Prefeito, e nos Estados e no Distrito Federal, o subsídio mensal do Governador no âmbito do Poder Executivo, o subsídio dos Deputados Estaduais e Distritais no âmbito do Poder Legislativo e o subsídio dos Desembargadores do Tribunal de Justiça, limitado a noventa inteiros e vinte e cinco centésimos por cento do subsídio mensal, em espécie, dos Ministros do Supremo Tribunal Federal, no âmbito do Poder Judiciário, aplicável este limite aos membros do Ministério Público, aos Procuradores e aos Defensores Públicos; (Redação dada pela Emenda Constitucional nº 41, 19.12.2003)”.

STF aceita denúncia e torna senadora Gleisi Hoffmann e o marido réus.

Gleisi é a primeira senadora a se tornar ré na Lava Jato.

Política Redação Piripiri 28 de setembro de 2016 09:21h

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF), composta por cinco ministros, aceitou por unanimidade nesta terça-feira (27) denúncia apresentada pela Procuradoria Geral da República (PGR) contra a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) e o marido dela, o ex-ministro Paulo Bernardo, na Operação Lava Jato.

O STF também aceitou a denúncia contra o empresário Ernesto Kugler Rodrigues, ligado ao casal. Com isso, os três passam à condição de réus no processo. Eles são acusados pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Gleisi é a primeira senadora a se tornar ré na Lava Jato. Como o processo não foi desmembrado, todos os três responderão ao processo no Supremo.

O relator da Lava Jato no STF, ministro Teori Zavascki, foi o primeiro a votar pelo recebimento da denúncia. Ele foi acompanhado pelos ministros Dias Toffoli, Celso de Mello, Ricardo Lewandowski e Gilmar Mendes.

Com a denúncia aceita pelo STF, inicia-se a fase de coleta de provas e depoimentos de testemunhas de defesa e acusação.

Segundo a acusação, os três, "agindo de modo livre, consciente e voluntário”, pediram e receberam R$ 1 milhão desviados do esquema de corrupção que atuava na Petrobras.
O dinheiro teria sido direcionado para campanha eleitoral de Gleisi em quatro parcelas de R$ 250 mil.

O repasse teria sido realizado, segundo a PGR, através de empresas de fachada do doleiro Alberto Youssef contratadas pela Petrobras a firmas de Rodrigues.

Ainda segundo a PGR, os recursos foram liberados pelo ex-diretor de Abastecimento Paulo Roberto Costa, cujo objetivo seria obter apoio político de Gleisi Hoffmann e Paulo Bernardo para se manter no cargo.

Defesas

Na sessão, o advogado de Gleisi, Rodrigo Mudrovitch, negou os crimes e apontou supostas divergências entre as declarações de Paulo Roberto Costa e Alberto Youssef nas delações premiadas, especialmente em relação ao modo como o dinheiro teria sido repassado.

“O colaborador premiado não só fala algo discrepante do que outro colaborador diz, mas também se dá ao luxo de mudar de ideia. E pode mudar de ideia novamente ao longo do processo”, disse o advogado.

Defensora de Paulo Bernardo, Verônica Sterman também rebateu a acusação, alegando que não teria sido provada interferência de Paulo Bernardo para manter Paulo Roberto no cargo de diretor na Petrobras.

“Os dois colaboradores negam terem recebido qualquer solicitação. Se Paulo Bernardo não falou nem com um nem com outro, como pode a PGR tê-lo denunciado por corrupção?”, disse a advogada na tribuna.

Em nome de Rodrigues, o advogado José Carlos Garcia negou participação do empresário nos crimes. “Não há descrição de participação do fato do autor. Não traz uma linha no sentido de dizer que interferiu no recebimento de propinas na Petrobras”, afirmou.

G1.com


SEM ACORDO! Greve dos bancários continua por tempo indeterminado no Piauí.

Já são 22 dias de paralisação geral dos bancários em todo o Brasil.

Geral Redação Piripiri 28 de setembro de 2016 09:00h

Já são 22 dias de paralisação geral dos bancários em todo o Brasil. No Piauí, são 143 agências paralisadas e o Sindicato dos Bancários do Piauí informou nesta terça-feira (27) que a greve continua por tempo indeterminado até que o mínimo das suas reivindicações sejam atendidas.  

A última proposta feita pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), no dia 9 de setembro, foi de reajuste salarial de 7% e abono de R$ 3.300 (para ser pago de uma única vez).

A categoria pede aumento de 15% (5% de incremento real acima da inflação, que está com índice de 10%), além de melhoria nas condições de trabalho, segurança nas agências, mais contratações, fim do assédio moral e das metas abusivas, maior participação nos lucros, dentre outras reivindicações. 

O vice presidente do Sindicato dos Bancários, Odali Medeiros, diz que por não haver, até agora, avanço nas negociações, a greve segue. “Não houve avanço, por intransigência, porque os banqueiros sabem sobre a data do nosso dissídio, que garante reajuste e estamos pedindo apenas o que já está previsto na legislação”, reinvindicou Odali Medeiros.

São 143 as agências e postos bancários  que estão com atendimento bancário paralisado: Banco do Brasil: 59; Caixa Econômica Federal: 46; Banco do Nordeste do Brasil (BNB): 16; Bradesco: 7; Santander: 7; Itaú: 6; HSBC: 2. 

O vice-presidente garantiu que 30% dos serviços de atendimentos nas agências bancárias do Estado estão sendo mantidos. “O serviço de compensação está funcionando, acho que dá mais de 50%. Queremos não só a questão salarial, mas a segurança bancária. Estamos vendo, a nível naciaonal, ataques de bandidos aos bancos e explosões, e os banqueiros, que têm ganhos bilionários, não tem preocupação com a segurança dos servidores bancários”. 

Ele lembrou também que agências que passam por explosões, chegam a ficar, às vezes, até mais de um mês sem funcionar, prejudicando o andamento dos serviços bancários na região e atingindo principalmente as camadas mais pobres.

"A greve vai continuar, até eles darem, no mínimo, um reajuste que supere a inflação, e obedeçam a outras cláusulas, como de segurança e o projeto de lei que beneficia a categoria. Queremos que eles respeitem e nos ajudem”, finalizou o vice-presidente.

Sindicato dos Bancários do Piauí

Declaração de Requerimento de Baixo Impacto Ambiental

Foi determinado um memorial descritivo.

Cidade Redação Piripiri 27 de setembro de 2016 12:32h

Adriano Marcelo S. Monteiro torna público que requereu à Secretaria de Meio Ambiente e 

Defesa Civil - (SEMAD) de Piripiri-PI a Declaração de Baixo Impacto Ambiental - DBIA

para a construção civil, na rua João Damasceno, 250, centro.

Foi determinado um memorial descritivo.


DISK Informática a sua Loja e Assistência Técnica em Piripiri

DISK Informática firma parceira com o Piripiri40graus.com

Anúncios Paiva Filho 27 de setembro de 2016 10:38h

DISK Informática trabalha com os mais diversos serviços e vendas de produtos na área de tecnologia, como por exemplo: Manutenção, Instalação de programas, reparos e consertos em geral! Todos os produtos com 10% de desconto à vista ou até em 5x no cartão de crédito.

Ligue agora para (86) 9-9953-0182 [TIM] OU (86) 9-9468-1224 [CLARO] e agende já uma visita técnica ou venha até a nossa loja: Avenida Aderson Ferreira, 1646, Paciência – Piripiri – Piauí. Próximo  a ponte do Biano.

Horários de Atendimento: Segunda à Sexta feira de 08:00 às 17:30 horas e aos Sábados de 08:00 às 13:00 horas.



Jornalista da 'TV Clube' e candidata Lourdes Melo brigam feio durante entrevista

O vídeo acabou viralizando nas redes sociais.

Geral Redação Piripiri 27 de setembro de 2016 10:13h

A jornalista Karina Matos, da TV Clube, e a candidata a prefeita de Teresina pelo PCO, Lourdes Melo, quase ‘se pegam’ durante a gravação de uma entrevista.

O vídeo que foi espalhado no WhatsApp teria sido gravado por um cinegrafista da emissora e mostra o momento em que as duas discutem.

Lourdes parece reclamar de alguma coisa, sai da gravação e fala algo que irrita Karina, que não é possível entender. "A senhora é muito arrogante, a senhora é arrogante, se acha, a senhora nem me conhece, mas eu lhe conheço", reclama a jornalista.

"Você quer impor o que quer que eu fale", diz a candidata nos bastidores da gravação. Uma das reclamações de Lourdes é que outros candidatos foram entrevistados no estúdio e ela numa praça. Disse que nunca trabalharia em uma empresa como a 'poderosa Globo', como ela se referiu à emissora.

"Ta se achando, se acha melhor que os outros, a senhora se acha melhor que os outros, a gente chega aqui para trabalhar, fazer a matéria e a senhora fica com coisa com a gente, aqui é tudo trabalhador", fala Karina irritada.

"Você que se acha, você falta nem pisar no chão, que coisa que eu estou fazendo? Você está inventando minha filha, você tem o poder, tem esse microfone e a TV, eu não tenho nada, eu só sou professora", rebate Lourdes.

Com 180Graus.com

Iniciadas as obras das futuras sedes do SESC e SENAC na BR - 343 em Piripiri.

O terreno foi uma doação do empresário Edwaldo Lira da RG Construções.

Cidade Redação Piripiri 27 de setembro de 2016 09:33h

Foram iniciadas as duas obras das sedes do SESC e do SENAC na BR 343 em Piripiri. Estão em execução a construção do muro, poço e a rede elétrica.

Segundo, o presidente Dr. Valdeci Cavalcante, até 2018, as construções serão concluídas com um investimento de R$ 22 milhões. O imóvel com 10.000 m², foi uma doação do empresário Edwaldo Lira, ( irmão do deputado Federal Átila Freitas Lira),  da RG Construções no ano de 2015.  


ACALPI: eleição para a nova diretoria

Biênio 2017/2018

Geral 27 de setembro de 2016 09:08h

A Academia de Ciências, Artes e Letras de Piripiri, ACALPI, informa que haverá eleição para a próxima Diretoria Executiva do sodalício, composta de presidente, vice-presidente, primeiro secretário, segundo secretário, tesoureiro, além dos membros para o Conselho Fiscal.

O registro das chapas será feito até o último dia últil do mês de outubro com eleição a se realizar no primeiro sábado de novembro em Assembléia Geral.

Acadêmicos interessados podem começar a formar chapas para a referida eleição.

Mais informações serão publicadas posteriormente.

Maria Ximendes Sousa Escórcio Brito
Presidente

Venda de lotes ou casas prontas para morar

Central de vendas! Fones: 86.99821-3233/ 86.3221-0121 - imoveispiripiri@gmail.co

Anúncios Paiva Filho 26 de setembro de 2016 13:28h

Loteamentos com ótimas localizações e excelentes planos! Planalto Recreio, com prestações a partir de R$ 180! Planalto Petecas, com prestações a partir de R$ 134!

Terreno é o melhor negócio em qualquer tempo, resiste a tudo sempre! terrenos prontos para você construir. Com toda infra-estrutura de pavimentação, água, energia, escolas e creches. Isso com melhor localização!

Central de vendas! Fones: 86.99821-3233/ 86.3221-0121 - imoveispiripiri@gmail.com


Reafirmar a parceria entre Teczem Informática e Piripiri40Graus.com

Ligue agora e marque logo sua visita sem compromisso: (86) 99954-4487 whatsApp

Geral Paiva Filho 26 de setembro de 2016 12:08h

E um enorme prazer de reafirmar a parceria entre Teczem Informática e Piripiri40Graus.com, uma parceria de muita amizade, e profissionalismo.
Teczem Informática trabalha com suporte técnico em informática: computadores, notebooks, impressoras, Tablets, celulares smartphones e vídeo games.
Ligue agora e marque logo sua visita sem compromisso: (86) 99954-4487 ou whatsApp. E mail: teczeminformatica@gmail.com
Facebook/Instagram: teczeminformatica

Paulo H Moreira Proprietário da empresa Teczem Informática. (86)9 9954-4487.


Menina de 7 anos morre eletrocutada em colisão e condutor é preso por embriaguez

O carro ficou energizado e quando a menina desceu, recebeu a descarga elétrica.

Geral Redação Piripiri 26 de setembro de 2016 11:43h

A pequena Sueli dos Santos, 7 anos, morreu eletrocutada no início da manhã de hoje (26), após um grave acidente de trânsito em Luís Correia (338 km de Teresina). O sub-comandante de Polícia Militar da cidade, capitão Valdeci Galeno, informou que o condutor, Francisco Bernardo Sousa, 45 anos, estava embriagado e foi autuado em flagrante. Mais três pessoas ficaram feridas. 

O policial informou que, ao chegar ao local, já encontrou o condutor visivelmente embriagado. A informação de testemunhas é de que ele realizou uma ultrapassagem proibida na altura da Praia do Coqueiro e colidiu frontalmente com um motociclista. 

"Nesse momento ele perdeu o controle e bateu em um poste, que caiu e vários fios de alta tensão caíram sobre o carro, que ficou energizado. Quando a menina foi descer do carro, tocou na lataria, e morreu na hora", disse o capitão. 

Logo após a colisão, o carro e a motocicleta incendiaram devido à energia da fiação. Segundo ele, os outros passageiros conseguiram sair em segurança. Sueli era sobrinha de Francisco.

Além deles, estavam no carro um garoto de apenas quatro anos, também sobrinho do condutor, e a sogra do homem. Os três ficaram feridos sem gravidade. O motoqueiro também não teve ferimentos graves. 

"Eles todos foram conduzidos ao hospital e ele, depois de ser atendido, será levado para a central de flagrantes e deverá responder por embriaguez ao volante e homicídio", disse o policial. 

Os ocupantes do veículo moravam no povoado Jardim Santana, zona Rural de Luís Correia, e se deslocavam para o Centro da cidade.

Com informações do CidadeVerde.com

Confira o cardápio desta segunda feira na Capricho Caseiro

Não faça almoço peça (86) 3276 -1388 / 99441- 8056 / 99911- 3040

Anúncios Redação Piripiri 26 de setembro de 2016 09:53h

Confira o cardápio desta segunda feira na Capricho Caseiro.

  • Filé de frango com ervas finas;
  • Assado bovino;
  • Frango ao molho;
  • Bife acebolado;
  • Macarrão;
  • Arroz branco e à grega;
  • Feijão com abóbora;
  • Salada crua;
  • Farofa.

Não faça almoço peça (86) 3276 -1388 / 99441- 8056 / 99911- 3040